Passfolio

O Dollar General é uma ação defensiva com múltiplas formas de superar a média do mercado à medida que a probabilidade de recessão cresce, de acordo com Morgan Stanley.

O analista Simeon Gutman está recomendando as ações da Dollar General (DG), dizendo em uma nota de quinta-feira (16) que as ações defensivas com características ofensivas devem receber um impulso em meio a pressões inflacionárias maiores.

“Em uma desaceleração mais prolongada, o DG deve continuar a ter um desempenho superior com ganhos materiais e valorização em alta. Mesmo que a economia não entre em recessão, o negócio é um composto de ganhos”, lê-se na nota. “A trajetória de margem do DG é mais durável do que apreciamos ao entrar no ano, e antecipamos uma maior dificuldade nos próximos 6-12 meses para grande parte do varejo dado o deslocamento da carteira de ações”.

O banco de investimentos Morgan Stanley aumentou sua meta de preço para US$ 250 de US$ 225. A nova meta de preço representa 7% de vantagem em relação ao preço de fechamento de quarta-feira.

Passfolio

O analista acredita que o Dollar General também poderia se beneficiar de um efeito de queda comercial, que está na “cúspide da aceleração” à medida que mais consumidores tentam esticar suas carteiras com uma cesta de mercadorias mais barata.

“Assim, existem múltiplas formas de o DG superar o desempenho, e poucas formas de perder – de fato, o único cenário em que o DG pode ter um relativo fraco desempenho é se o mercado se mover rapidamente para um ambiente de ‘recuperação’ do ciclo inicial no qual os cíclicos superam o desempenho”, lê-se na nota. “Pensamos que isto é improvável a curto e médio prazo, e não é o que nossos estrategistas de equity dos EUA estão esperando”.

Para investir em ações americanas, basta criar uma conta na corretora Passfolio.

Veja também:

Passfolio