Breaking News  
Cresce o número de startups nos mercados mais competitivos do Brasil Fintechs e Startups

Cresce o número de startups nos mercados mais competitivos do Brasil

A destruição criativa das startups está chegando no seu mercado

Carol Seixas
Carol Seixas

As startups surgiram há alguns anos e rapidamente revolucionaram o mercado empresarial no Brasil. Empresas disruptivas, com novas e revigorantes ideias, foram de pequeno porte para níveis enormes de crescimento e são, hoje, muitas vezes destaques internacionais em seus segmentos.

Por sua característica de respirar novidade e entregar o que o público espera com o máximo em tecnologia, as startups passaram a fazer parte de todos os nichos de mercado, sem nenhuma restrição. Até os mais competitivos foram tomados pelas novas empresas e suas iniciativas.

Ainda que estivessem entre os mais tradicionais, como o delivery de alimentos, os táxis e até mesmo o financeiro foram invadidos pelas startups, que tornaram-se queridas pelo público e crescem cada vez mais em tamanho e quantidade pelo país. Já são mais de seis mil em plena atividade.

Com tanta popularidade, as empresas chegam, hoje, a ter até mesmo segmentos realmente dominados por elas que, embora sejam braços de mercados muito maiores, às vezes tomam uma proporção maior do que o próprio nicho de onde saíram.

Conexão Satoshi #08 – Clube da Economia Compartilhada

Quem são as fintechs, as startups que crescem mais que o mercado financeiro?

Há muitos anos o mercado financeiro é dominado pelas tradicionais bandeiras de bancos, vistas e conhecidas por todos como um símbolo das maiores instituições financeiras do país.

Entretanto, desde que as fintechs apareceram, tudo mudou. Hoje, se você quer entender o mercado financeiro por inteiro, é de extrema importância saber o que é uma fintech. É o que diz o Goldman Sachs, grande banco norte americano, que estima que aproximadamente 20% do setor será dominado por elas em um futuro que parece estar cada vez mais próximo.

Com opções de cartão de crédito sem anuidade e com monitoramento e controle facilitados por meio de um app no celular, a principal empresa do ramo no país vale, hoje, mais de 1 bilhão de dólares para o mercado. Já lançou inclusive sua própria conta digital, para competir não só com os bancos, mas com seu próprio mercado.

O que é uma fintech? É tipo um banco?

Revolução na alimentação — a ascensão do FoodTech

O Brasil é o berço da maior plataforma de entregas alimentícias da América Latina, presente em mais de 200 cidades pelo país, a solução acumula 5 milhões de usuários ativos. No entanto, embora seja a “cara” das startups de FoodTech no país, existem outras que merecem destaque e se mostram cada vez maiores no mercado.

Uma delas é a Liv Up, que busca mudar a maneira com que os consumidores se relacionam com a comida e com sua experiência de compra e consumo. Inaugurada em 2016, a empresa tem como principal diferencial a utilização da técnica de ultracongelamento, que conserva muito bem os alimentos e ainda facilita o momento da refeição.

Além disso, há uma preocupação sustentável, razão pela qual a Liv Up faz questão de usar somente produtos 100% naturais como ingredientes, em sua maioria orgânicos. O cliente escolhe o que quer comprar e agenda a entrega para o dia e hora desejados, tudo online.

Tecnologia alterando os classificados

O ramo imobiliário sempre teve certo destaque no país, mas agora, com o surgimento de empresas que utilizam a tecnologia para alterar o cenário, ele ganhou ainda mais força apesar das crises. Antes, os classificados eram a melhor maneira de encontrar o imóvel perfeito, enquanto hoje já existem startups que carregam como missão ajudá-lo com isso.

É possível encontrar empresas que já licenciam até sistemas de construção, algo que antes era inimaginável para qualquer empreendedor de pequeno porte. Outras buscam facilitar a locação e a compra de imóveis, e já recebem aportes internacionais milionários para tal. É o caso do sites como o portal Agente Imóvel.

A startup, criada por um sueco, conta com a parcerias grandes construtoras para ajudar a sustentar negócios de clientes do ramo imobiliário. O objetivo é ajudar, de forma totalmente online, o público a encontrar as melhores opções de imóveis para venda, aluguel e locação por temporada. Neste último, o pagamento é feito no próprio sistema. Você reserva e paga, tudo sem sair de casa.

Carol Seixas
Carol Seixas

Estudante de comunicação social, sou uma grande fã do mundo das Startups. Atuou como redatora freelancer para várias delas. Adoro falar de empreendedorismo e novas formas de economia.

O Cointimes utiliza cookies com o objetivo de melhorar sua experiência em nossa página web e adaptar o conteúdo para torná-lo mais útil e acessível. Para mais informações, consulte a nossa política de cookies.