Na Conferência Blockchain África deste ano, o CEO da IOHK, Charles Hoskinson, disse que os novos acordos no continente vão trazer “milhões de usuários” para o ecossistema Cardano.

“Estamos no auge de negócios e iniciativas este ano, que trarão milhões de usuários por meio de parcerias público-privadas para o ecossistema Cardano.”

A IOHK, empresa de tecnologia focada em soluções P2P, está atualmente trabalhando com governos locais para integrar o Atala PRISM, uma solução de gerenciamento de identidade digital baseada em Cardano, na Etiópia, Nigéria, Quênia e outros países africanos.

Hoskinson descreveu o escopo da funcionalidade da plataforma durante seu discurso principal:

“Para um grande grupo de pessoas, pela primeira vez na vida, eles terão identidade digital que também pode ser vinculada a carteiras, que também podem ser vinculadas a sistemas de pagamento, que também podem ser vinculados a bens, que podem desfrutar de metadados ricos e outras coisas semelhantes.”

No longo prazo, a IOHK visa construir uma economia inteiramente nova na África. Cardano tem uma forte presença no continente há anos. Em maio de 2018, Cardano assinou um memorando de entendimento (MOU) com o governo da Etiópia para usar blockchain na indústria agrícola do país.

No início de fevereiro, John O’Connor, da IOHK, disse que estavam nos “estágios finais” de garantir um importante contrato governamental no continente:

“O que posso dizer é que estamos nos estágios finais de um grande contrato governamental que teria milhões de usuários integrados à plataforma para implementação de blockchain no mundo real.”

O foco de Cardano na África pode impressionar, já que não é aqui que está o dinheiro, mas Hoskinson vê uma série de oportunidades lá. Ele compara as nações africanas à China no final dos anos 1980:

“A China era uma nação muito pobre com muitos problemas sistêmicos, mas entre os atores muito especializados que realmente entendiam para onde as coisas estavam indo, eles perceberam que as mudanças nesses sistemas haviam se acumulado a ponto de a China, em apenas algumas décadas, se tornar uma das nações mais ricas e poderosas do mundo. Da mesma forma, quando você olha para a demografia da África, você olha para a geração que assumirá a custódia do continente.”

Veja também: Navegador quer derrubar o Google com novo mecanismo de pesquisa e criptomoeda

Compre Bitcoin na Coinext
Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br