Joseph Stiglitz é um economista, analista de políticas públicas, professor na Universidade de Columbia, economista chefe do Banco Mundial, ganhador do nobel de economia e mesmo assim não consegue entender como o Bitcoin funciona.

Nesta segunda-feira, Stiglitz disse à CNBC que as “criptomoedas deveriam ser desligadas”. Para ele, grande defensor de um meio de pagamento digital, as criptomoedas enfraquecem o FED (Banco Central dos Estados Unidos).

Segundo Stiglitz as criptomoedas estariam movendo as coisas para fora de uma “plataforma transparente” para uma “plataforma obscura”

“Nós precisamos achar uma maneira de ter um sistema de pagamento transparente, sem os perigos da vigilância e de um Estado de Vigilância”

De acordo com Joseph, o dólar deveria reinar e ser a moeda escolhida para os pagamentos eletrônicos.

“Até agora, a moeda [dólar] continua estável, não há necessidade de uma pessoa ir para as criptomoedas”

Complementando:

“O dólar tem todos os atributos de uma boa moeda, as criptomoedas não têm esses atributos…acho que nós deveríamos desligar as criptomoedas”

Os erros de Joseph Stiglitz

Apesar de parecer fazer sentido, os pontos de Joseph não têm “pé nem cabeça”.

Primeiramente temos que falar da transparência do Bitcoin. A criptomoeda é criticada constantemente por ter um “banco de dados” transparente.

A ideia do bitcoin como moeda obscura e da deep web não faz sentido. Mesmo após dez anos da criação do bitcoin, a maior parte do dinheiro lavado no mundo continua em dólares.

Aliás, o excesso de transparência é visto como um dos maiores problemas do Bitcoin.

Outro ponto errado é que não é possível “desligar as criptomoedas”. O bitcoin foi criado para ser extremamente resiliente, não existe um botão de desligar.

Fora que o Bitcoin foi criado com o objetivo de ser uma moeda global para a internet. Transparente e fora do controle dos governos, é a solução para o problema de Joseph:

Nós precisamos achar uma maneira de ter um sistema de pagamento transparente, sem os perigos da vigilância e de um Estado de Vigilância

Bitcoiners ligados ao FED concordam

blockstream prendendo o bitcoin

Alguns autoproclamados maximalistas do Bitcoin, que defendem a criptomoeda como reserva valor, acreditam em alguns pontos de Joseph.

Um deles é o desenvolvedor do Bitcoin Core Jimmy Song, que apoia a empresa Blockstream (financiada por membros do FED de Nova York). Para ele, é melhor usar cartões de crédito do que Bitcoin como meio de pagamento.

Para a comunidade do Bitcoin Cash, um fork do Bitcoin com raízes libertárias, é inaceitável defender o uso de uma moeda como o dólar, que é a ferramenta para financiar guerras injustificáveis.

Você acha que o Bitcoin deveria e poderia substituir o dólar?