Breaking News  
Diversidade é deixada de lado no mercado de Startup na Europa Fintechs e Startups

Diversidade é deixada de lado no mercado de Startup na Europa

Os investimentos em startups no velho continente estão batendo recordes e tem muito o que comemorar. Mas nem tudo são flores, no ponto da diversidade deixaram a desejar.

Cointimes
Cointimes

O mercado de startup da Europa está melhor do que nunca. É mais fácil do que nunca levantar um capital de risco, e o número de startups europeias que estão se tornando unicórnios – com uma valorização de US $ 1 bilhão – está em alta. Mas enquanto o dinheiro está fluindo, a diversidade está estagnada.

Cerca de 5.000 pessoas responderam a uma pesquisa para o  2018 State of European Tech Report , e quase metade das mulheres entrevistadas disseram ter sofrido discriminação no setor de tecnologia.

Cresce o número de startups nos mercados mais competitivos do Brasil

Na Europa, 93% dos investimentos deste ano foram destinados a equipes formadas somente por homens. “Quarenta e seis por cento das mulheres disseram em nossa pesquisa que sofreram discriminação na indústria tecnológica européia”, diz Tom Wehmeier, sócio e chefe de pesquisa da Atomico.

Mercado de statup vs diversidade

O co-fundador do Skype, Niklas Zennström, é um dos autores do relatório. “Essa estatística é a ponta do iceberg. Mulheres e minorias estão sub-representadas em todos os níveis do ecossistema. A política corporativa sobre diversidade e inclusão ainda está muito atrás de onde ela precisa estar ”.

A contínua falta de diversidade nas empresas de tecnologia em toda a Europa está em forte contraste com o crescimento econômico do setor. Este ano, o investimento em tecnologia na Europa atingiu o recorde de US$ 23 bilhões.

Blockchain: Uma nova geração de startups

Mercado começando ter outra visão

A questão da diversidade não é apenas o resultado de um número menor de mulheres que estudam ou se formam nessa área – é mais profundo. “Muitas mulheres não querem se tornar fundadoras de startups porque isso requer atitudes que a sociedade geralmente não incentiva as mulheres a ter.

Empreendedores têm que ser insistentes às vezes e ter opiniões fortes, e as mulheres são mais propensas do que os homens a sofrer de uma lacuna de confiança em termos de se afirmarem. Isso é o suficiente para fazer muitas mulheres pensarem, “isso não é para mim”, diz Tugce Bulut, fundador da Streetbees.

Para lidar com isso, a sociedade deve encorajar as mulheres desde cedo a ser confiantes, assertivas e defender o que elas querem, acrescenta. “Precisamos assegurar na Europa que o nosso setor seja o mais inclusivo possível – afinal, um benefício real de estar na Europa é o número de culturas, idiomas e nacionalidades que podemos acessar facilmente.”

No Banco Monzo como sede em Londres por exemplo, a diversidade está no topo da agenda. O CEO Tom Blomfield diz que contratar mulheres não é fácil – simplesmente porque muitas delas não se candidatem para as vagas. Para incentivar mais candidaturas, a equipe da empresa vai às escolas para falar com os alunos e para garantir que não desencoraje as mulheres no dia a dia.

Para resolver a questão da diversidade, a Atomico fez uma parceria com a Diversity VC para lançar um guia on-line prático para empreendedores de tecnologia: como ser diversificado e inclusivo nesse mercado.

E aí? Acha que isso também acontece no Brasil? Deixa nos comentários sua opinião

Gostou do conteúdo? Quer receber mais análises como essa? Então se inscreva no canal do Cointimes no Youtube e siga o FacebookTwitter e Instagram..

Traduzido para o Cointimes, Escrito por KATIA MOSKVITCH e Publicado Anteriormente no Wired.

Cointimes
Cointimes

Cointimes é um portal de conteúdo sobre a nova economia. Um espaço aberto que busca ajudar a mudar a vida das pessoas através do conhecimento sobre blockchain, criptomoedas, educação financeira, investimentos, aplicações descentralizadas e empreendedorismo digital.

O Cointimes utiliza cookies com o objetivo de melhorar sua experiência em nossa página web e adaptar o conteúdo para torná-lo mais útil e acessível. Para mais informações, consulte a nossa política de cookies.