Coingoback

Após reduções pontuais na oferta do Theter, será que a terceira maior criptomoeda do mercado corre o risco de perder toda a reputação como stablecoin que ainda lhe resta?

Tether é uma Stablecoin, ou seja, uma moeda que fundamentalmente tem a intenção de ser estável. Essa estabilidade está ancorada a sua paridade com alguma reserva de valor “real”, que nesse caso é a paridade com o dólar ou o euro. 

Digamos que recentemente dois fatores têm desafiado o preço da criptomoeda. A demanda pelo Tether caiu e a pressão regulatória nos Estados Unidos aumentou. 

Dólar Tether preço e reputação do ativo em queda.
Fonte: coinmarketcap.com/currencies/tether/

Reputação da USDT em queda

Os investidores frequentemente usam o tether como uma alternativa ao dólar para comprar e vender criptomoedas, e o veem como um ativo seguro quando os mercados são atingidos por muita volatilidade. 

Por ser uma criptomoeda lastreada em dólar, os bancos são facilmente atraídos ao projeto, pois buscam evitar os altos níveis de risco inerentes ao mercado cripto.

Em todo caso, de acordo com o economista Fernando Ulrich, a emissão de USDT não afeta diretamente os fundamentos do BTC. Entretanto, a stablecoin ainda pode impactar o preço do bitcoin, especialmente nas exchanges que operam o par BTC/USDT.

“Não estou dizendo que a Tether é uma pirâmide financeira, mas os indícios estão aí. Pode não ser uma pirâmide tradicional, mas talvez algo que esteja inflando o mercado e, possivelmente, emitindo USDT sem lastro”, afirmou Ulrich em vídeo.

Resumindo a forma que opera a empresa e seus investidores: 1. Você deposita dinheiro na conta dos responsáveis pelo Tether e em troca eles criam tokens USDT’s correspondentes a quantidade que você depositou; 2. O caminho contrário também é possível, ao retirar em dólar, o USDT equivalente é “queimado” e deixa de existir; 3. De qualquer forma, a responsabilidade legal é inteiramente da equipe do Tether, já que os dólares estão com eles e a geração de moedas é infinita, contanto que ainda existam dólares para parear. 

Quem também começou a prestar mais atenção nas operações da empresa foi o presidente do FED, Jerome Powell.  

Pressão regulatória atinge o USDT

Na quarta-feira (14) da semana passada, o presidente do Sistema de Reserva Federal dos Estados Unidos compartilhou a intenção do FED em regular as atividades semelhantes a depósitos bancários, no caso, o USDT:  

“Os papéis comerciais são obrigações noturnas de curto prazo das empresas e, na maioria das vezes, têm grau de investimento, na maioria das vezes são muito líquidas, tudo bem. Mas, em face das crises, o mercado simplesmente desaparece. E é aí que as pessoas vão querer seu dinheiro. Essas são atividades econômicas muito semelhantes aos depósitos bancários e fundos do mercado monetário e precisam ser regulamentadas de maneiras comparáveis”, disse Powell.

Conclusão

Não há como ter uma real transparência em uma instituição centralizada que se apoia em bancos, só nos cabe aceitar se eles falam que possuem os fundos.

A “auditoria” oficial mais recente é a que está no próprio site que afirma o total de 2.5 Bi em dois bancos diferentes em junho de 2018.

Começar em 1:03:00

Compre e venda Bitcoin e outras criptomoedas na Coinext
A corretora completa para investir com segurança e praticidade nas criptomoedas mais negociadas do mundo.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br