Elon Musk foi bem sucedido em levantar o preço da DOGE ao anunciar que a Tesla aceitaria a memecoin para aquisição de merchandising, mas a medida não é benéfica para os entusiastas de criptomoedas.

Comprar produtos da Tesla com dogecoin parece uma péssima ideia. Foi isso que o jornalista John Paul Koning percebeu ao ler a página de perguntas e respostas da Tesla sobre o assunto.

Uma série de desvantagens incorrem aos clientes que escolhem pagar com DOGE. Eles perdem o direito de cancelar pedidos, pedir devolução de produtos, além de terem que arcar com as taxas da rede mesmo sem desfrutar de nenhum desconto por isso.

Por fim, se o usuário enviar a quantia errada de dogecoin, a Tesla deixa claro que não irá devolver qualquer valor enviado em excesso. “Apenas use um cartão.”, comentou Koning no Twitter.

Os termos de uso para pagamentos em bitcoin também eram desfavoráveis

A falta de benefícios para os entusiastas de criptomoedas não é novidade para a Tesla. Comprar um carro elétrico com bitcoin em 2021, quando a empresa anunciou que aceitaria BTC, também era uma péssima ideia.

Na época, explicamos no Cointimes que a política de reembolso dos carros sempre colocava o cliente no lado perdedor da volatilidade do bitcoin.

Os Termos e Condições da Tesla deixavam claro que a empresa poderia escolher, em caso de algum problema, reembolsar o cliente com a mesma quantia de BTC que ele havia pago ou entregar o valor em dólares equivalente ao preço do produto na data da compra.

Mas se a Tesla não oferece termos de uso favoráveis aos entusiastas de criptomoedas, porque oferece essa opção em primeiro lugar?

Marketing ou Pump and Dump por trás dos panos?

Koning toca nesse ponto em um texto publicado no Instituto Americano de Pesquisa Econômica. Ele escreve:

“Por que um varejista on-line convencional aceitaria criptomoedas como bitcoin quando a maioria das pessoas usará seu cartão MasterCard ou Visa de qualquer maneira?

O cálculo por trás de sua decisão funciona assim. Uma grande porcentagem do público detém criptomoedas para fins especulativos. Todos os especuladores que possuem criptomoeda apreciam boas notícias, pois isso pode ajudar a aumentar o valor de sua especulação.

Ao anunciar que o bitcoin será uma opção de pagamento aceita, um varejista pode obter um engajamento positivo gratuito da comunidade de criptomoedas. Embora seja improvável que alguém realmente use bitcoin para fazer compras, as relações públicas extras que a empresa obtém superam os custos iniciais de configurar um gateway de pagamentos de criptomoedas.

Quando o efeito do anúncio desaparece após um ano ou dois, a empresa descontinua silenciosamente os pagamentos de bitcoin. É apenas um golpe de marketing, escreve Marc Hochstein, ou uma forma de marketing de afinidade.”

Porém, a especulação é um ponto ainda mais sensível levando em consideração que Elon Musk pessoalmente possui bitcoin e dogecoin em sua carteira pessoal de investimentos. Seus anúncios públicos no Twitter (e até mesmo memes) já se mostraram inúmeras vezes capazes de movimentar o mercado, especialmente os menos maduros como o de dogecoin.

Portanto, fica a dúvida em relação a tentativa de simplesmente manipular o mercado para ganhar dinheiro. Recentemente, uma criptomoeda apoiada pela mãe de Elon Musk se envolveu em um suposto pump and dump e caiu mais de 70%.

Veja também:

Siga o Cointimes no Twitter!

Compre Bitcoin na Coinext
Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br