• Consolidação de preço do Bitcoin em US$ 39.000?;
  •  Ações asiáticas experimentaram mais volatilidade do que o Bitcoin.

Nesta terça-feira (15) o preço do Bitcoin (BTC) tentou ultrapassar o nível de US$ 40.000, mas foi interrompido pelos ursos e caiu quase -1% em 24 horas, segundo o Coingolive

Confira no Resumo de Mercado de hoje que, curiosamente, esse declínio de preço no mercado de criptomoedas ocorreu em meio às perdas substanciais no índice da bolsa de Hong Kong, que caiu para uma baixa de seis anos hoje.

Ranking de Criptomoedas - Fonte: Coingolive.com

Em sete dias, Bitcoin valoriza 1,7% enquanto o Hang Seng Tech Index cai -5,8%
Ranking de Criptomoedas – Fonte: Coingolive.com

Consolidação em US$ 39.000

Diferente do que está acontecendo nos mercados tradicionais do outro lado do mundo, os últimos dias foram relativamente calmos para o BItcoin. A maior criptomoeda por capitalização de mercado se consolidou em cerca de US$ 39.000 com apenas alguns movimentos breves para cima e para baixo.

Leia Mais: Bitcoin a US$ 39.000 e expectativa de alta da Selic para 11,75%

Analisando  métricas on-chain, Lex Moskovski, CEO da Moskovski Capital, observou o significado histórico dos níveis atuais de preços à vista.

Muitas moedas se moveram em torno de US$ 39.000, em relação aos movimentos passados. Isso torna o comportamento de março “a mãe de todas as consolidações”, de acordo com o executivo da Moskovski Capital.

UTXO - Fonte: Glassnode
UTXO – Fonte: Glassnode

Além disso, a participação da oferta ilíquida na rede Bitcoin recuperou os níveis abandonados pela queda em meio ao FUD da China e atingiu a sua máxima (ATH) de 4 anos. 

Após 11 meses, 76,23% da oferta é ilíquida - Fonte: Glassnode
Após 11 meses, 76,23% da oferta é ilíquida – Fonte: Glassnode

Enquanto isso, as ações asiáticas experimentam grande volatilidade, pois surgiram preocupações de que as empresas chinesas poderiam enfrentar escrutínio se o país ajudasse a Rússia em sua guerra contra a Ucrânia.

Índice de ações Hang Seng de Hong Kong sofre com volatilidade

O índice de ações Hang Seng de Hong Kong entrou em baixa na sexta-feira (11), com a queda nas ações de tecnologia se aprofundando em meio à contínua repressão regulatória da China ao setor.

O índice Hang Seng perdeu -1,8% e fechou em 24.849,72 no dia, caindo 20% desde o pico de meados de fevereiro, atendendo à definição técnica de um mercado em baixa.

O índice também registrou sua pior queda semanal em 17 meses, tendo perdido 5,8% na semana. Até agora este ano, o benchmark foi o terceiro maior perdedor do mundo entre os 92 principais índices globais.

Na China continental, o Shanghai Composite Index caiu 1,1%, para 3.427,33.

“O fator mais importante que pesa no mercado é a regulamentação. As pessoas não têm certeza de onde está o fundo”, disse Castor Pang, chefe de pesquisa da empresa de serviços de investimento Core Pacific-Yamaichi. 

Abaixo, os dados da Bloomberg mostram o Hang Seng Tech Index sofrendo com muita volatilidade nesta terça-feira, antes de fechar em baixa recorde. Ele flutuou dentro de uma faixa de até 10 pontos percentuais, a oscilação mais selvagem desde o início do medidor em 2020. 

os dados da Bloomberg mostram o Hang Seng Tech Index sofrendo com muita volatilidade na terça-feira

Preocupações com a probabilidade de mais lockdowns estimularam investidores offshore a correr das ações chinesas no ritmo mais rápido em 20 meses, de acordo com cálculos do Financial Times. 

O sentimento dos investidores também foi afetado pela declaração das autoridades americanas que disseram a aliados que a China estava aberta a fornecer assistência militar à Rússia.

O colapso desta semana nas ações chinesas está atraindo comparações com a queda durante a crise financeira global, com a profundidade e amplitude da liquidação de dois dias deixando os investidores com poucos lugares para se esconder e pouca esperança sobre o cenário macro.

Altcoins 

A maioria das moedas alternativas imitou o desempenho do BTC. O ether (ETH) desafiou US$ 2.700 dias atrás, mas falhou para US$ 2.600 ontem, e outro declínio de quase 2% agora o reduziu para cerca de US$ 2.500.

Leia Mais: PL sobre criptomoedas esquece do Bitcoin e cita apenas altcoins

O resultado das principais altcoins nas últimas 24 horas é o seguinte: Ethereum (-1,93%), Binance Coin (-0,98%), Ripple (-2,02%), Terra (-1,68%), Solana (-1,08%), Cardano (-1,13%), Polkadot (-1,75%), Avalanche (-2,19%), Dogecoin (-2,93%) e Shiba Inu (-1,95%).

De acordo com o CoinGoLive, a capitalização de mercado de todos os ativos cripto chegou a cerca de US$ 1,79 trilhões nesta terça-feira.


Acompanhe as notícias do mercado cripto nas redes | Telegram | Twitter | FacebookInstagram | do Cointimes e tenha um ótimo dia de negociações.

Compre Bitcoin na Coinext
Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br