Depois de comprar mais de 21 mil bitcoins em agosto, a empresa de business intelligence MicroStrategy parece estar se viciando no investimento. Ao que tudo indica, a companhia listada na bolsa americana Nasdaq não se importou com a recente queda do criptoativo, e quer comprar ainda mais.

A MicroStrategy havia indicado anteriormente que via o bitcoin e outros investimentos alternativos como um meio para evitar a inflação, observando que “faz sentido transferir nossos ativos de tesouraria para alguns investimentos que não podem ser inflados ou são menos prováveis ​​de serem inflados.”

Um novo documento enviado à SEC, a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA, e divulgado nesta segunda-feira (14 de setembro) indica que a empresa pode estar de olho em compras adicionais de bitcoins.

O novo protocolo segue uma reunião do conselho de 11 de setembro, durante a qual uma nova Política de Reservas do Tesouro foi adotada, onde ressaltou o Bitcoin como “ativo de reserva principal”.

“De acordo com a nova Política, os ativos de reserva de tesouraria consistirão em 

(i) Dinheiro, equivalentes de caixa e investimentos de curto prazo (“Ativos de caixa”) mantidos pela Companhia que excedem as necessidades de capital de giro e;

(ii) Bitcoin detidos pela Companhia, com o bitcoin servindo como ativo de reserva de tesouraria principal em uma base contínua, sujeito às condições de mercado e às necessidades previstas da empresa para ativos em dinheiro, incluindo potencial atividade futura de recompra de ações”

Afirmou o documento, acrescentando:

“Como resultado desta nova Política, as participações da Empresa em bitcoin podem aumentar além do investimento de US$ 250 milhões que a Empresa divulgou em 11 de agosto de 2020.”

Com isso, a MicroStrategy aumentou bastante a correlação do sucesso do Bitcoin com os retornos da empresa. Se a criptomoeda valorizar, tanto os investidores enxergarão mais valor na companhia que detém mais dinheiro em caixa, como a própria empresa pode usar esse saldo para fazer recompra de seus papéis na bolsa de valores.

Como explicamos anteriormente, isso acabou por criar uma nova maneira de investir indiretamente em bitcoin. E, se mais empresas publicamente listadas resolverem adotar a mesma política de reservas, isso pode representar uma nova euforia de investimentos que certamente seria saudável para o crescimento do criptomercado.

Leia também: Conheça o restaurante que decidiu manter seu caixa em Bitcoin