Hoje aconteceu a audiência pública referente ao PL 2303/15 sobre a regulamentação de criptomoedas no Brasil, talvez ela tenha sido a mais quente e interessante de todas.

A audiência reuniu os principais players do mercado de criptomoedas como a Foxbit e o Mercado Bitcoin, além da Atlas Quantum que foi destaque por conta de seus problemas (veja mais sobre eles aqui).

Quem também estava na reunião era Emília Campos, a ex-advogada da Atlas que foi demitida nas últimas semanas. Ela foi brevemente questionada pelo Deputado Áureo Ribeiro sobre sua antiga empresa.

Em um dos questionamentos, que versava sobre os motivos da demissão, ela respondeu:

“…. o entendimento que eu tenho sobre minha demissão é que fui demitida porque estava fazendo mais perguntas sobre o que estava acontecendo do que deveria estar fazendo”

O Dep. Áureo insistiu no tema, perguntando qual foi a agressividade e o teor dessas perguntas para resultar na demissão da Emília. Mas o CEO da Atlas foi escorregadio e não respondeu.

A advogada ainda aparentou ter se arrependido de investir na Atlas, realçando a importância de manter os Bitcoins sob seu próprio controle:

“Não faria nenhum tipo de investimento que me deixasse sem o poder das minhas chaves privadas dos meus bitcoins… Esse é meu entendimento hoje.”

Ela descobriu da pior maneira que o mantra “se você não tem a chave privada, você não é o real detentor dos bitcoins” deveria ser seguido por qualquer bitcoiner.

Agora fica a dúvida, quais as perguntas que levaram à demissão da Emília? Tentamos contato com ela, mas até agora não obtivemos respostas.

Fique ligado nas nossas redes sociais – Facebook, Twitter e Instagram pois ainda faremos o resumo de tudo que rolou nessa audiência, tanto em texto quanto no resumão do Podcash de sábado. ;).