Coingoback

Youtuber brasileiro vai vender seis obras de arte digitais em lançamento da plataforma 9Block, criada por sua produtora e baseada na blockchain Hathor.

O youtuber brasileiro Felipe Neto está entrando para o mercado de criptomoedas e deve lançar tokens não-fungíveis (NFTs) através do estúdio Play9, produtora da qual ele é sócio ao lado do empresário João Pedro Paes Leme.

Felipe Neto NFT, pacotes.

Coleção Felipe Neto no marketplace de NFT.

A nova plataforma foi batizada de 9Block, em projeto liderado por Helbert Costa, também sócio da Play9, e é baseada na blockchain Hathor, criada por brasileiros. O lançamento das obras de arte digitais de Felipe Neto, que tem mais de 42 milhões de inscritos em seu canal no YouTube, pode acontecer já nesta semana.


Quer ganhar Bitcoins?
A gente te ajuda nisso.
Abra uma conta grátis!


 

Diferente da maioria das plataformas de NFT, que utilizam a rede Ethereum, a nova plataforma baseada na blockchain Hathor deve ter impacto ambiental reduzido em relação aos marketplaces mais populares.

A questão ambiental tem sido uma das maiores polêmicas trazidas pela popularização dos NFTs no último ano, levando artistas a repensarem o lançamento de tokens não-fungíveis e buscarem alternativas de compensação ambiental.

Com a intenção de bonificar mineração com energia limpa, a Hathor Labs, consultoria de software que desenvolve soluções para negócios e organizações utilizando a Hathor Networks, blockchain criada por engenheiros brasileiros, lançará o Hathor Green, a primeira iniciativa nas áreas ambiental, social e de governança da startup, fundada em 2018.

A Hathor Network utiliza um mecanismo de consenso híbrido criado pelo engenheiro Marcelo Brogliato, CTO da startup, durante seu PhD. Nele, as novas transações feitas na rede recebem confirmações tanto diretamente de transferências prévias (DAG), quanto de blocos minerados a partir do método Proof-of-Work (blockchain). Além disso, a rede agrega outras vantagens, como transações sem taxas, tecnologia avançada que permite até 300 transferências por segundo (com capacidade futura de ampliação) e criação de novos tokens de maneira rápida e simplificada.

O mercado tem um grande potencial, como disse Mike Novogratz: “coisas icônicas terão valor, apesar do hype do mercado”. Para Felipe Neto, o importante é estudar blockchain, criptomoedas e NFT, disse ele ressaltando para nenhum fã comprar suas obras digitais sem pesquisar o assunto antes.

Além do mercado de artes digitais, os NFTs também estão começando a fazer parte do mundo dos games, inclusive premiando jogadores com tokens negociáveis. Se você se interessou pelo assunto, comece estudando com o nosso podcast sobre Jogos em blockchain e NFT:


BitPreço, o maior marketplace da América Latina. Compare os preços das principais exchanges do Brasil e mundo, e compre Bitcoin, Ethereum e USDT pelo melhor preço sempre.

Crie sua conta grátis agora!