De acordo com o FED, pela primeira vez em décadas, recém-graduados têm menos chances de encontrar um emprego do que a população em geral.

Acima podemos observar que a porcentagem da população desempregada entre recém-graduados é maior que a população em geral.

A diferença de salário que viria do investimento na cara educação superior também está diminuindo. O gap que já chegou a US$6 mil em 2015, caiu para US$2 mil em 2019.

Enquanto a diferença salário cai a dívida dos americanos graduados cresce e já ultrapassa a marca de US$1 trilhão.

Empresas contratando de acordo com a habilidade

Para piorar a situação, muitas empresas já anunciaram que estão contratando profissionais não formados, mas que tenham as habilidades necessárias.

A Tesla é um grande exemplo dessa mudança de mentalidade, foi anunciado que a empresa de carros elétricos contrata mesmo sem o ensino médio formal completo:

“Um PhD definitivamente não é necessário. O que importa é ter um conhecimento profundo de inteligência artificial”, disse Elon Musk (CEO da Tesla)

Ao mesmo tempo em que a nova geração carrega uma dívida nunca vista, as famílias também estão em situação complicada. Segundo o FED, a dívida das famílias norte-americanas somadas chega a incríveis 14 trilhões.

Alguém vai ter que pagar essa dívida ou poderemos ver outra grande crise em breve.

A graduação formal ainda é mais importante do que o conhecimento em determinada área? Deixe sua opinião nos comentários.