Diversas empresas brasileiras estão se juntando no projeto de criptomoeda Celo, a Bitfy foi a última, mas nomes como Peixe Urbano e a empresa de patinetes Grin também são parceiras.

Além de outros nomes conhecidos como Blockchain.info, Coinbase Ventures, Abra e Paxful. Mas por que essas empresas estão interessadas na Celo?

parceiros da CELO

O que é a Celo?

Primeiramente vamos conhecer o projeto.

Com uma missão bem ambiciosa, o projeto almeja criar um sistema financeiro que “crie condições de prosperidade para todos”.


Quer ganhar Bitcoins?
A gente te ajuda nisso.
Abra uma conta grátis!


 

“O objetivo da Celo é capacitar qualquer pessoa com um smartphone em qualquer lugar do mundo a ter acesso a serviços financeiros, enviar dinheiro para números de telefone e pagar comerciantes – em uma plataforma descentralizada que é operada por uma comunidade de usuários”, afirma o site do projeto.

De forma semelhante ao projeto Libra, várias empresas se alinharam para o mesmo objetivo, mas dessa vez, sem uma governança central. Segundo o chefe de parcerias estratégias do Celo, as pessoas serão capazes de votar sobre a evolução do Celo.

A organização tem grandes anseios filantrópicos e apoia causas como: Laboratória (incentivo para programadoras mulheres no México); World Food Programme, a maior agência humanitária do mundo; cLabs, um programa para disseminação de criptomoedas nas Filipinas, entre outros.

Parceria com a Bitfy

A mais recente parceria da Celo foi com a Bitfy, a carteira brasileira que permite o uso de bitcoin em qualquer maquininha da Cielo. Falamos com Lucas Schoch, CEO da Bitfy, para entender mais sobre essa ideia.

Cointimes: Primeiramente, quais são as principais razões que levaram a Bitfy a fechar um acordo com a Celo?

Lucas Schoch: Nós acreditamos no mesmo propósito, a prosperidade das pessoas por meio de criptomoedas, sejam elas pareadas ou não. No caso da Celo é pareada.

Mas é o mesmo propósito, permitir que as pessoas tenham o acesso a uma nova economia, que seja uma economia melhor que a atual e que elas tenham prosperidade por conta disso.

Cointimes: Para vocês, qual vai ser o principal potencial ou inovação da nova criptomoeda Celo?

Lucas Schoch: O principal potencial da Celo é a gama de parceiros, essa aliança inteira que foi construída para viabilizar o uso dessa criptomoeda. Principalmente para que pessoas do mundo inteiro consigam usar a mesma moeda, enviar e receber moedas no mundo inteiro e ter acesso a economia real com essas criptomoedas.

Cointimes: Vocês creem que o Celo poderia passar o uso do Tether USD, ou até mesmo do Bitcoin?

Lucas Schoch: Eu acho que o uso do Bitcoin em si não, mas no uso do Tether acho que sim, vai demorar um tempo pois está começando um pouco mais atrasado.

Mas o propósito da Celo é muito maior do que o propósito do Tether, a criação e a concepção, as empresas que estão se relacionando e a concepção de ser algo em prol da sociedade é o que a gente acredita que vai fazer isso ser muito maior do que o Tether Dólar.

E aí, o que você acha dessa nova proposta de criptomoeda com tantos grandes parceiros? Deixe sua opinião.


BitPreço, o maior marketplace da América Latina. Compare os preços das principais exchanges do Brasil e mundo, e compre Bitcoin, Ethereum e USDT pelo melhor preço sempre.

Crie sua conta grátis agora!