Bitcoins furtados da exchange de criptomoedas Bitfinex há seis anos foram movimentados por hackers nesta terça-feira (1/02), segundo a empresa de análise on-chain Elliptic.

“Até agora, nesta manhã, 94.643,29 bitcoins [aproximadamente R$ 18,75 bilhões] foram movidos em 23 transações, de uma carteira associada a um roubo da Bitfinex em 2016, para um novo endereço”, disse a Elliptic.

“É improvável que esses fundos sejam sacados tão cedo. Os fundos desse hack foram lavados lentamente por mais de cinco anos e sacar grandes volumes em um curto período de tempo chamaria atenção indesejada”, acrescentou a empresa.

O número de bitcoins transferidos foi de 79% do total de 119.756 bitcoins drenados da Bitfinex em 2016, um dos maiores ataques hackers de bitcoin até hoje.

A conta do Twitter Whale Alert havia relatado anteriormente sobre esse desenvolvimento dizendo que os maus atores transferiram 10.000 bitcoins no valor de mais de 383 milhões de dólares para uma carteira desconhecida na terça-feira.

Os hackers moveram os bitcoins furtados pela última vez em abril de 2021, transferindo mais de US$ 700 milhões em moedas para carteiras desconhecidas durante o frenesi provocado pela listagem iminente da exchange Coinbase na Nasdaq. De acordo com a Elliptic, os fundos foram lavados através de mercados da darknet como Hydra e a carteira focada em privacidade Wasabi.

Igor Data, CEO da BLIN Analytics, com sede em Genebra, disse que Hydra e Wasabi podem ser usados ​​novamente.

“A Hydra quebra o vínculo entre o incidente e outras transações, e a Wasabi Wallet fornece o nível necessário de anonimização, incluindo a capacidade de ocultar a conexão não apenas com o Bitfinex Hack, mas também com a Hydra”, disse a Data no LinkedIn. “Os hackers obviamente usam as ferramentas de automação para reduzir a chance de erro, o que pode levar os hackers a serem pegos.”

Um movimento de fundos maliciosos geralmente levanta suspeitas de maus atores que procuram sacar dinheiro e assustam os mercados.

Conforme observado em abril do ano passado, a maior parte dos bitcoins associados ao hack da Bitfinex são amplamente rastreados e colocados na “lista negra”. Assim, os hackers terão dificuldade em depositar os fundos em exchanges centralizadas para vender as moedas.

Em outras palavras, o movimento mais recente das moedas hackeadas apresenta pouco risco negativo para o bitcoin. No momento desta publicação, a criptomoeda estava sendo negociada praticamente inalterada no dia, perto de US$ 38.700.

Leia mais:

Compre e venda Bitcoin e outras criptomoedas na Coinext
A corretora completa para investir com segurança e praticidade nas criptomoedas mais negociadas do mundo.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br