Embora o bitcoin e todo o mercado de criptomoedas estejam enfrentando dificuldades desde o começo do ano, um estudo mostrou aumento de atividades criminosas no setor durante o primeiro semestre. 

De acordo com dados analisados pela equipe da Atlas VPN, desde 1º de janeiro de 2022, projetos cripto sofreram 175 hacks, dos quais os criminosos conseguiram roubar US $1.97 bilhões.

A análise foi baseada em números fornecidos pelo SlowMist Hacked, uma plataforma de análise que reúne informações detalhadas sobre ataques cibernéticos em projetos blockchain.

A maior vítima destes ataques foi o ecossistema Ethereum (ETH), que perdeu mais de US $1 bilhão em 32 ataques. Em particular, o evento mais prejudicial foi o ataque à rede Ronin, sidechain da  Ethereum projetado para o popular jogo play-to-earn Axie Infinity (AXS), no qual os criminosos levaram mais de US$ 600 milhões em ETH e USDC.

Passfolio

A segunda maior vítima é a blockchain da Solana (SOL), que sofreu um prejuízo de US $383.9 milhões em apenas 5 incidentes, o maior dos quais ocorreu através da exploração da plataforma financeira descentralizada (DeFi) Wormhole.

Em terceiro lugar está a Binance Smart Chain (BSC), que perdeu US $141.4 milhões em 47 ataques durante o primeiro semestre de 2022, o maior número ataques entre todos os projetos.

Os projetos de tokens não-fungíveis, NFTs, também não estavam a salvo de cibercriminosos, foram 45 incidentes com perdas de US $84,6 milhões. 

Hacks relacionados ao mercado cripto no primeiro semestre de 2022, divididos por alvos.

Os crimes relacionados ao mercado cripto quase dobraram em 2022

O número dos eventos aumentou de 90 na primeira metade de 2021 para 175 no mesmo período em 2022, ou seja, um aumento de 94%.

O primeiro trimestre de 2022 teve 79 ataques de hackers, 108% mais incidentes do que no mesmo período em 2021, com 38 incidentes registrados. O segundo trimestre de 2022 registrou 96 ataques, representando um crescimento de 85% em comparação com os 52 do segundo trimestre de 2022.

A Coreia do Norte fechou o primeiro semestre de 2022 como líder entre todos os países quando se tratava de criminalidade cripto, com registros de 15 ciberataques bem sucedidos. Os Estados Unidos registraram 14 casos.

Leia também:

Compre e venda Bitcoin e outras criptomoedas na Coinext
A corretora completa para investir com segurança e praticidade nas criptomoedas mais negociadas do mundo.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br