Enquanto a Ucrânia sofre um ataque do exército russo, o governo do país usou o Twitter para pedir doações globais em bitcoin (BTC), ether (ETH) e dólar tether (USDT).

O pedido de ajuda não foi em vão. De acordo com a Elliptic, empresa de análise de dados em blockchain, o governo da Ucrânia e ONGs que prestam ajuda ao exército levantaram cerca de US$19 milhões em criptomoedas.

“Criptoativos como o bitcoin surgiram como um importante método alternativo de financiamento coletivo”, disse Elliptic. “Eles permitem doações rápidas e internacionais, que contornam instituições financeiras que podem estar bloqueando pagamentos a esses grupos”.

Ironicamente, Washington também está considerando sanções envolvendo criptomoedas por medo de que possam ser usadas para contornar sanções impostas por nações ocidentais contra a Rússia, incluindo a decisão do Ocidente no sábado de expulsar os principais bancos russos da rede interbancária SWIFT.

Mykhailo Fedorov, vice-primeiro-ministro e ministro da transformação digital, tuitou um pedido no final do domingo pedindo que as principais exchanges de criptomoedas bloqueiem endereços pertencentes a usuários russos.

“É crucial congelar não apenas os endereços ligados a políticos russos e bielorrussos, mas também sabotar usuários comuns”, disse Fedorov. O CEO da Kraken respondeu o ministro nesse ponto, veja a sua resposta na matéria “Bancos russos são bloqueados do Swift e Bitcoin (BTC) amanhece em queda“.

Em 24 de fevereiro, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, ordenou tropas no leste da Ucrânia como parte de uma “operação militar” que se seguiu semanas de cerco por militares russos ao longo das fronteiras ucranianas.

Os pedidos de assistência financeira e militar do presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, parecem ter sido atendidos, em parte, pela comunidade de criptomoedas que buscava arcar com alguns dos custos econômicos do conflito armado da Ucrânia.

No sábado, contas do Twitter pertencentes ao governo ucraniano apelaram à comunidade nacional por assistência financeira em doações de criptomoedas.

“Fique com o povo da Ucrânia”, diz o tweet oficial. “Agora aceitando doações de criptomoedas. Bitcoin, Ethereum e USDT.” As doações para os dois endereços fornecidos no tweet até agora receberam US$ 12,1 milhões em 15.947 transações.

Esse número inclui uma única doação no valor de US$ 1,86 milhão das vendas da NFT originalmente destinadas a arrecadar fundos para o ativista australiano Julian Assange, de acordo com a Eliptic.

Outros US$ 4,94 milhões em doações incluem as feitas à ONG ucraniana Come Back Alive, bem como doações de tokens não fungíveis, como Goat Soup #1189, avaliadas em aproximadamente US$ 293, disse a empresa. O Patreon suspendeu a página de crowdfunding do Come Back Alive na quinta-feira, alegando que a ONG violou suas políticas ao coletar fundos para atividades militares.

Uma ONG teria recebido uma única doação no valor de US$ 3 milhões em bitcoin, embora a empresa não tenha declarado expressamente a organização receptora.

Veja também:

Compre e venda Bitcoin e outras criptomoedas na Coinext
A corretora completa para investir com segurança e praticidade nas criptomoedas mais negociadas do mundo.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br