O primeiro passo em direção ao bitcoin como reserva de valor mundial foi dado pelo Banco Central do Irã nesta semana.  

O Irã é o primeiro país do mundo a usar criptomoedas no seu Banco Central como política oficial do governo. 

Segundo a IRIB صدا و سيمای جمهوری اسلامی ايران (rede oficial de comunicação do governo), o executivo iraniano criou uma legislação no dia 24/10 para redirecionar as criptomoedas mineradas no país ao Banco Central do Irã. O objetivo é que as criptos ajudem no balanço do BCI para  financiar importações. 

Os mineradores devem fornecer a criptomoeda original diretamente e dentro do limite autorizado para os canais introduzidos pelo BCI”, disse a medida.

A nação do oriente médio sofre com fortes sanções financeiras dos Estados Unidos e não consegue importar bens básicos. Como resultado, o país tem usado subterfúgios para contornar os obstáculos norte-americanos. Um deles é a parceria com os chineses, que abriu as portas aos mineradores de criptomoedas. Desde então, o governo iraniano já ofereceu 3 usinas elétricas para os mineradores de ativos digitais.

Veja também: Mineradores de Bitcoin invadem Irã após acordo de US$400 bi com China

Agora, o governo vai usar parte do imposto coletado nesses ativos para financiar importações, ou seja, o bitcoin será usado diretamente pelo Banco Central do Irã, o primeiro do mundo a tomar essa atitude oficialmente.

A corrida pelo Bitcoin começou

Esse movimento do BCI pode desencadear uma reação de outros governos. A única maneira de manter em xeque as sanções contra o Irã seria torná-lo irrelevante no cenário de mineração das criptomoedas, como o Bitcoin.

Para isso, os EUA poderiam incentivar a mineração e gerar uma possível corrida do ouro digital nos próximos anos. Até mesmo o FED poderia comprar bitcoins dos mineradores para torná-lo mais atrativo e escasso no mercado, dificultando ainda mais a vida de Teerã.

 Previsão se tornando realidade

O uso de bitcoins pelos bancos centrais foi previsto em 2010 por Hal Finney, primeira pessoa a receber uma transação de bitcoin e um dos maiores entusiastas da criptomoeda. 

“A maioria das transações de Bitcoin ocorrerá entre bancos, para liquidar transferências. As transações de Bitcoin por particulares serão tão raras quanto … bem, como as compras baseadas em Bitcoin são hoje.”

afirmou Finney no fórum BitcoinTalk.

Teremos uma corrida dos Bancos Centrais pelo bitcoin? Se sim, qual será preço da criptomoeda após uma compra do FED ou do BCB?

Compre e venda Bitcoin e outras criptomoedas na Coinext
A corretora completa para investir com segurança e praticidade nas criptomoedas mais negociadas do mundo.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br