A Interpol, a organização internacional de combate ao crime, informou que uma campanha realizada no sudeste da Ásia reduziu o criptojacking em 78%. Mas o que significa isso?

Criptojacking (também chamado de mineração maliciosa) é um malware que se esconde em um dispositivo e usa os recursos da máquina para minerar criptomoedas.

E infelizmente muitas vezes a vítima nem percebe que seu computador ou celular foi comprometido.

A operação da Interpol, chamada de Goldfish Alpha, identificou mais de 200.000 roteadores invadidos em uma resposta coordenada para corrigir as vulnerabilidades.

A Operação Goldfish Alpha também contribuiu para aumentar a conscientização sobre a existência desses tipos de crimes e como as infecções podem ser tratadas pelas agências policiais.

Leia também: 2 milhões de computadores foram atacados para minerar criptomoedas ilegalmente em 2019