O gigante de serviços financeiros JPMorgan Chase apresentou à Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC) um documento para lançar um novo instrumento financeiro para possibilitar o investimento em empresas de criptomoedas.

De acordo com o documento apresentado à SEC, o instrumento financeiro denominado JP Morgan Cryptocurrency Exposure Basket permitirá aos investidores alocar fundos em uma cesta de empresas com foco em criptomoedas. 

Alguma das empresas incluem a MicroStrategy de Michael Saylor, que detém mais de US$ 4,5 bilhões em BTC no caixa, Square, empresa fundada pelo CEO do Twitter Jack Dorsey e a mineradora e firma de investimentos Riot Blockchain.  

O movimento vem na esteira do enorme interesse em criptomoedas por parte dos investidores institucionais, à medida que a classe de ativos continua a subir à frente de outros instrumentos financeiros tradicionais.

O movimento ocorre anos após Jamie Dimon, CEO do JP Morgan chamar o Bitcoin de uma farsa, dizendo ainda que demitiria qualquer um dos seus funcionários que fosse “burro o suficiente para comprá-lo”.

Agora, o maior banco do mundo parece estar menos cético em relação à principal criptomoeda do mundo, recomendando agora um investimento conservador de 1% alocado no Bitcoin. O banco também possui agora a sua própria criptomoeda, a JPCoin, uma stablecoin lastreada em dólares americanos.

Leia mais: Peter Schiff diz que vai deserdar o filho que comprou tudo em Bitcoin

Compre Bitcoin na Coinext
Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br