A Blockstream, empresa de desenvolvimento de software e hardware relacionado a criptomoedas, acabou de anunciar um novo “kit de conexão de nós do Bitcoin em casa”. Os kits, que dispensam do uso de internet, são capazes de se conectar diretamente aos satélites da empresa para receber bitcoins.

Segundo o tweet da Blockstream, “o primeiro lote dos EUA de 500kg de #BitcoinSatelliteKits está a caminho”. Isso dá cerca de 100 kits no lote distribuído.

O sistema da Blockstream conta com satélites dedicados, alugados em 2017, que transmitem dados do blockchain do Bitcoin a usuários sem necessitar do acesso à internet; eles foram produzidos tendo em mente o público que, por exemplo, não possui acesso por conta de bloqueios governamentais, infraestrutura precária, etc.

“O kit Blockstream Satellite é seu acesso alternativo aos dados do #bitcoin em caso de perda de energia, censura, desastre natural e ataques à rede. Se você pode ver o céu, provavelmente pode acessar os dados do Bitcoin e se manter atualizado.”

O usuário pode escolher pelo Kit Básico (US$ 280) ou Kit Pro (US$ 750), possuindo um ou dois satélites receptores que podem ser conectados a um computador, que então processa as transmissões. 

Além disso, ambos necessitam de uma antena parabólica adicional, que podem ser de TVs comuns com diâmetro maior que 45cm (recomendado 60cm), ou podem ser comprados no kit de painel-liso de antena, por US$ 180.

Os satélites cobrem o mundo todo, separado entre 4 satélites em 6 zonas de cobertura. Três dessas áreas possuem cobertura com o dobro de velocidade, como aponta o mapa do site da Blockstream.

Agora não existe desculpa para não usar Bitcoin, mesmo que você não tenha internet ou esteja no meio do oceano.