Breaking News  
O mercado de ações no Brasil já é o melhor do mundo Mercado

O mercado de ações no Brasil já é o melhor do mundo

Mercado brasileiro de ações está subindo sem parar e já é o melhor do mundo para os investidores desde o começo do ano de 2019.

Cointimes
Cointimes

Mercado de ações no Brasil não para de subir

Estamos apenas na primeira semana de 2019 e o Brasil já é o melhor mercado de ações do mundo. Até que os tanques do exército entrem no congresso, como seus oponentes acreditavam há apenas quatro meses, o Brasil está no caminho de ser o mercado de obter o melhor desempenho neste trimestre, se não no primeiro semestre de 2019.

Desde o começo do ano, o Ibovespa, índice da bolsa brasileira, já subiu 6,04%, o que representa a maior alta entre todos os outros índices dos mercados de ações mundiais.

mercado brasileiro de ações
Valorização da Bovespa em 2019.

Com base nas maiores transações passivas nos mercados, o iShares MSCI Brasil está superando o SPDR S & P 500, Rússia, Índia, China (China), México, FTSE Europa, Japão e o mais amplo MSCI Emerging Markets Index.

A Fitch Solutions prevê que o crescimento do PIB do Brasil atinja 2,4% este ano, acima dos 1,3% do ano passado.

A recuperação econômica do Brasil vai ganhar força nos próximos trimestres, disseram pesquisadores da Fitch Solutions em um relatório publicado na terça-feira. Eles citaram um sentimento positivo de negócios reforçado pela nova administração de Bolsonaro.

A maior parte do movimento positivo na política e no mercado de ações vem do fato de que o país está emergindo de seu padrão de detenção. Desde que Dilma Rousseff foi cassada e depois destituída em um julgamento no Senado em agosto de 2016, o Brasil foi liderado pelo vice-presidente Dilma, de mentalidade reformista, mas altamente impopular, Michel Temer.

Sua taxa de aprovação nunca chegou acima dos 10%. Ele aprovou várias reformas – bonificações de gastos, uma nova lei trabalhista sindical, reformas da Petrobras -, mas nada disso fez com que o mercado brasileiro voltasse a funcionar de forma efetiva.

Com a saída de Temer e o índice de aprovação inicial de Bolsonaro nos 60%, o clima geral no Brasil não é exatamente eufórico, mas melhor descrito como uma mistura de suspiro de alívio e espera-para-ver.

Os analistas de macroeconomia da Fitch não acham que o Brasil está pronto para crescer muito rápido de repente. De fato, a estimativa anterior para o PIB de 2019 era de 2,5%. Eles diminuíram porque a desaceleração econômica chinesa significa menos soja brasileira e minério de ferro indo para lá este ano.

Leia também:


Autor do texto: Kenneth Rapoza – escritor da Forbes. Link do Artigo Original.

Se você tiver uma opinião ou gostaria de discutir o assunto, deixe um comentário em nossa página, ou se preferir, pode entrar em nosso grupo do Whatsapp pelo link: Obtenha seu convite.

Você gostou desse conteúdo? Nós temos muito mais! Siga e compartilhe a página do Cointimes para se manter atualizado com os conteúdos mais relevantes. Estamos em todas as mídias sociais também: FacebookTwitterInstagram.

Cointimes
Cointimes

Cointimes é um portal de conteúdo sobre a nova economia que está mudando o mundo. Aqui é um espaço aberto que busca ajudar a mudar a vida das pessoas através do conhecimento sobre blockchain, criptomoedas, educação financeira, investimentos, aplicações descentralizadas, inovação e empreendedorismo digital.

O Cointimes utiliza cookies com o objetivo de melhorar sua experiência em nossa página web e adaptar o conteúdo para torná-lo mais útil e acessível. Para mais informações, consulte a nossa política de cookies.