Assim como as notas de dinheiro que você tem no bolso (ou não tem), o dinheiro digital melhora ao longo do tempo. Contudo, as melhorias são centenas de vezes mais rápidas, como é o caso do Monero.

Em uma pesquisa financiada pela própria comunidade da criptomoeda Monero, foi descoberto um mecanismo que pode aumentar a defesa contra o rastreamento de transações.

Enquanto outras criptomoedas deixam os dados de seus usuários expostos no blockchain, o Monero utiliza de várias técnicas para obfuscar a quantidade transacionada e quem enviou determinadas moedas.

Uma dessas técnicas é a RingSignature, ela agrega transações de quem enviou a moeda e de randomicamente escolhe transações no blockchain para dificultar o rastreamento.

Contudo, é custoso para a rede fazer a verificação dessas transações agregadas, tanto em processamento quanto no tamanho do blockchain. Por isso, atualmente a rede Monero apenas aceita transações com 10 agregadores (decoys).

Melhorando em 51 vezes

Com a pesquisa do Doutor Sarang Noether e Brandon Goodell, descobriu-se uma maneira de aumentar dramaticamente a quantidade de ‘decoys’ sem afetar muito o desempenho.

A pesquisa chamada de Triptych pode melhorar incrivelmente a rede Monero como um todo.

De acordo com um post de Sarang Noether, é teorizado que se o número fosse aumentado em 51 vezes, isso daria um impacto de apenas 45 ms na rede.

Além disso, o tamanho das Ring Signatures no blockchain esclaria logaritmante em vez de linearmente. Mesmo com todas essas melhorias, a equipe de desenvolvimento já estuda uma versão ainda mais otimizada da ideia:

“Ele fornece [Triptych] uma construção simples, permite a verificação eficiente do lote e possui desempenho competitivo para tamanhos práticos de conjuntos de anonimato. Ainda estamos trabalhando em outra variante com escala ainda melhor.”, disse Noethe no reddit.

Veja também: Monero é mais perigoso que o Bitcoin, diz Ministério das Finanças

A criptomoeda Monero vem fazendo progressos incríveis na pesquisa de novos algorítimos. O Monero Research Lab financia matemáticos e cientistas da computação de todo mundo, de forma descentralizada e completamente voluntária.