Black Friday Rispar

A Monnos, um hub de criptomoedas com carteira, sync trade e aplicativo de compra começou a segunda fase da sua Initial Exchange Offering (IEO) e ela durará até dia 31 de maio. Vamos analisar esse mercado e as ideias da iniciativa brasileira.

Após o lançamento com muito sucesso da Binance Coin (BNB), muitas exchanges e negócios do mercado de criptomoedas começaram a criar tokens próprios.

Alguns falharam miseravelmente, como a CriptoHub, mas outros estão fortes no mercado como a Huobi Token (HT), LEO da Bitfinex e OKB da Okex. Dentre todas as citadas, apenas a CriptoHub e a Binance não tinham exchanges ou um produto funcional no lançamento de suas ofertas. 

O que é um bom sinal para a Monnos, que conta com uma plataforma operacional cheia de funcionalidades.

Black Friday Coingoback

 

Os tokens de exchange valem a pena?

Vendo da perspectiva do investidor, vale a pena olharmos o potencial do mercado e o que aconteceu com alguns projetos.

A BNB, por exemplo, teve uma alta de 17,23% de US$13,81 para US$16,19 perante o dólar desde 1 de janeiro até o momento em que escrevemos. Já o Huobi Token (HT) saiu de US$2,80 para US$3,89, uma alta de ~38%. Não é um ganho tão absurdo, mas considerável pelo risco.

Mas se olharmos para o quadro geral e pegarmos os tokens desde seu nascimento podemos observar o grande crescimento de alguns projetos. Quem comprou o token da Binance em 2017 viu ganhos de 11464,28%. Desde seu lançamento em 2018 o HT teve uma alta de 114%.

Claro, há também projetos que absolutamente não deram certo. É o caso já citado da CriptoHub, ele arrecadou R$30 milhões com o token CriptoHubCoin (CHBR), mas não conseguiu executar o projeto e em 4 de abril encerrou as atividades.

Se para os investidores os tokens têm ganhado algum espaço nos seus portfólios, para os traders a vantagem é maior. Isso porque os tokens são utilizados como desconto nas plataformas, e veem ganhando cada vez mais utilidade. Por exemplo, usuários fazendo trades no top-tier de holdings de BNB conseguem milhares de dólares em taxas de trade.

Fizemos uma visão geral rápida pelos tokens de exchanges, agora vamos discutir especificamente o Monnos Token (MNS).

Monnos e o seu IEO:

Falamos com Rodrigo Soeiro – CEO da Monnos (MNS) – sobre o IEO, e ele deixa claro que os riscos de se investir em um token de utilidade de qualquer startup são grandes, assim como o potencial retorno:

“Com o advento do ICO, e consequentemente a evolução para o IEO e STO, surge um novo perfil de investidor, o chamado INNOVATIVE INVESTOR (segundo Brett King no livro Bank 4.0). Assim, a partir do entendimento aprofundado das empresas por trás dos tokens é sim uma ótima oportunidade de retorno, e como toda boa oportunidade o risco é proporcionalmente alto, então não é um setor para amadores.”

A ideia do Monnos Token (MNS) está muito bem descrita no White Paper do projeto, e Soeiro revela que teve a Binance como maior referência:

“A Binance é nossa maior referência, assim como previsto em nosso whitepaper lançaremos uma miríade de ações que incentivarão o acúmulo e a utilização de nossos tokens.”

No primeiro momento o foco será para os holders, mas isso não significa que ações de descontos serão deixadas de lado para os traders:

“Neste primeiro momento nosso foco não é para aqueles que buscam trades de curto prazo, mas sim ganhos de médio (6 meses no mundo de cripto).

a) Descontos em funcionalidades da plataforma;

 b) Benefícios exclusivos para VIP HOLDERS, aqueles que têm acima de 10.000 tokens MNS (aprox. 170 USDT), como, bônus mensal, acessos exclusivos, melhores taxas e etc.”

afirmou Soeiro

Roadmap e futuro:

Conforme revelamos anteriormente, a Monnos tem crescido a passos largos:

“Até o momento nosso crescimento está acima de 60% em número de usuários cadastrados e acima de  200% de patrimônio sob gestão.”

Até o final do ano, ele espera atingir 50 mil usuários:

“Nossa expectativa até o final do ano é atingir  50.000  usuários com ticket médio de US$ 150 na plataforma, lembrando que nossa operação é global.

Hoje temos usuários de mais de 100 países com 55% deles concentrados na Ásia”

Para comprar o token é preciso baixar o aplicativo da Monnos, disponível para Android e IOS. Colocando na balança os riscos e a potencial recompensa, o que você acha do token da Monnos?

E não se esqueça, nunca invista mais do que você pode perder. Invista de forma responsável.


Invista em criptomoedas com segurança, alta liquidez e as menores taxas do mercado.

NovaDAX: a exchange mais completa do Brasil com mais de 25 criptomoedas listadas e a melhor nota de atendimento ao cliente.

Conheça novadax.com.br