O país de Xi Jinping vem se mostrando muito resistente ao Bitcoin, mas ativos NFTs fazem sucesso na China e apresentam bons números.

Guerra contra o Bitcoin

Há tempos que o país comunista de Xi Jinping vem travando uma guerra sangrenta contra o Bitcoin e outras criptomoedas.

Até 2020, no entanto, o sangue derramado era apenas do governo chinês, que falhou miseravelmente em todas as tentativas de proibir o bitcoin no país. Desde operações legais contra os usuários, até aquelas direcionadas à exchanges e prestadores de serviços, que simplesmente saiam do país e continuavam atendendo a demanda crescente.

Em 2021 o Partido Comunista da China (PCC) obteve uma pequena vitória ao direcionar seus ataques à “raiz do problema”, proibindo a atividade de mineração de Bitcoin em território chinês e, até mesmo, lançando um programa de recompensas para as pessoas que denunciassem mineradores ilegais em operação no país.

Saiba mais: China oferece recompensa de US$25.000 para quem encontrar mineradores de Bitcoin

NFTs fazem sucesso na China

Mesmo em todo este cenário de tentativa de neutralização contra as criptomoedas, um tipo de ativo descentralizado bem específico parece estar ganhando protagonismo no país.

Os NFTs fazem sucesso na China e vêm apresentando números impressionantes, sendo que em 2021 um total de 4,56 milhões de ativos colecionáveis digitais foram vendidos embaixo do nariz do líder comunista do partido.

Com a venda destes ativos, mais de 150 milhões de yuan foram movimentados, o que equivale a cerca de 110 milhões de reais, apenas com a negociação de NFTs.

O PCC realizou algumas coletivas recentemente alertando sobre os perigos e sobre a ilegalidade das criptomoedas, com foco no Tether USD (USDT).

Além disso, também emitiu um relatório público, onde alerta a população sobre os riscos envolvidos nas negociações de NFTs, tentando de alguma forma brecar o rápido avanço da tecnologia nos mercados chineses.

Mesmo com estas fortes investidas, os tokens não fungíveis continuam fazendo sucesso no país do leste.

A HUAWEI CLOUD lançou pela primeira vez uma coleção própria, buscando trazer mais interatividade com seus consumidores.

A gigante chinesa Alibaba também está trabalhando com NFTs e recentemente lançou uma coleção digital em blockchain com 195 relíquias culturais, cujo valor arrecadado com as vendas será destinado ao incentivo cultural no país e também para subsidiar programas públicos de bem estar social.

No entanto, uma empresa automotiva de Hong Kong teve seu pedido negado pelo governo chinês para registro de marca no Metaverso, mostrando arbitrariedade sobre o que pode ou não para o Partido Comunista da China.

Leia mais:

A NovaDAX está cheia de novidades!

Uma das maiores corretoras de criptoativos do Brasil agora ZEROU as taxas para saque em real!

A NovaDAX também conta taxa zero para transações de Bitcoin e mais de 110 moedas listadas, com saque disponível na hora e alta liquidez. 

As criptomoedas com as melhores taxas do mercado! Basta ativar o programa gratuito Novawards e aproveitar taxas reduzidas em até 75%.

Conheça ainda o Cartão NovaDAX e peça já o seu.