Cointimes

/*! elementor - v3.18.0 - 29-11-2023 */ .elementor-heading-title{padding:0;margin:0;line-height:1}.elementor-widget-heading .elementor-heading-title[class*=elementor-size-]>a{color:inherit;font-size:inherit;line-height:inherit}.elementor-widget-heading .elementor-heading-title.elementor-size-small{font-size:15px}.elementor-widget-heading .elementor-heading-title.elementor-size-medium{font-size:19px}.elementor-widget-heading .elementor-heading-title.elementor-size-large{font-size:29px}.elementor-widget-heading .elementor-heading-title.elementor-size-xl{font-size:39px}.elementor-widget-heading .elementor-heading-title.elementor-size-xxl{font-size:59px}

ADs

Novo recorde: Receita Federal registra quase 1,5 milhão investidores cripto em setembro

Bitcoin no Brasil

A Receita Federal Brasileira registrou um novo recorde no número de brasileiros que investiram no mercado cripto no mês de setembro. 

A instituição informou através de seus relatórios mensais que quase 1,5 milhão de pessoas haviam comprado cripto durante o mês de setembro. O número de investidores em criptomoedas no Brasil aumentou desde agosto, quando um pouco mais de 1,3 milhão de pessoas declararam possuir cripto.

Segundo as informações, durante o mês de setembro 1.490.618 de CPFs registrados na Receita Federal declararam operações com criptomoedas. O número é 14% mais alto em relação ao mês anterior, no qual 1.307.146 CPFs registrados foram declarados.

Esse recorde contempla um número três vezes e meia maior do que os 424.524 CPFs registrados na Receita Federal que declararam operações cripto em setembro de 2021, podendo ser um sinal de que o mercado cripto está ganhando popularidade no Brasil.

USDT tem o maior volume e BTC a maior parte das transações

Enquanto o mercado registrou um aumento no número de declarações, os valores declarados em setembro foram menores do que os registrados em agosto. O total de criptomoedas reportadas à Receita Federal durante o mês de setembro foi equivalente a $11,3 bilhões de reais, 11,8% menor que o registro do mesmo período no ano passado, de $12,8 bilhões.

Além disso, o número de  criptomoedas mantidas atingiu níveis não vistos desde agosto de 2020. 

Continuando as tendências relatadas nos meses anteriores, o Bitcoin ainda é a criptomoeda com a maioria das transações reportadas no sistema, mas o USDT, da Tether, a stablecoin com lastro no dólar norte-americano, ainda registra o maior volume de fundos negociados. Mais de dois milhões de transações de bitcoin foram realizadas em setembro, mas o USDT movimentou quase sete vezes mais fundos.

Leia também:

Leia outros conteúdos...

© 2023 All Rights Reserved.

😲 Você sabia que pode estar PERDENDO dinheiro enquanto lê notícias? 📰

🔥 Baixe nosso app AGORA e GANHE Bitcoin enquanto se informa! 🔥

⏰ A cada segundo que passa, é Bitcoin que você deixa de ganhar! ⏰

Cover

Ganhe Bitcoin assistindo Youtube, navegando na internet ou fazendo compras!