O Sudão é um país africano cuja economia vem sofrendo muito desde 2020 e a população naturalmente está adotando criptomoedas para se proteger. O banco central emitiu um relatório alertando dos perigos de se usar cripto e quer proibir o uso do Bitcoin pela sua população.

Inflação no Sudão

Gráfico mostrando a inflação no Sudão nos útlimos 5 anos.
Fonte: tradingeconomic.com

A situação econômica no Sudão já se encontrava precária, com índices de aumento de preço bem altos – superando os 50% – refletindo uma inflação crescente e políticas monetárias predatórias por parte do governo contra a população.

Gráfico em barras mostrando a inflação no Sudão em 1 ano, com máxima de 422% em julho de 2021.
Fonte: tradingeconomic.com

Mas em 2021 a situação se intensificou ainda mais, com aumentos de preços chegando em 422% no acumulado de julho, devastando qualquer valor que a moeda local – a Libra Sudanesa – possa ter para as pessoas que são obrigadas a usá-la por pressão governamental.

Em janeiro de 2022, os índices inflacionários com base no aumento de preços estava em 260%. O IPCA do Brasil, já muito alto, fez um acumulado de 10,06% em 2021.

Saiba mais: Descubra de quanto é a inflação real da moeda brasileira; e como isso nos afeta 

Adoção de Bitcoin e outras criptomoedas

Em uma economia tão frágil, é natural que as pessoas busquem proteger seu patrimônio em ativos que atuem como reserva de valor.

O Bitcoin e as criptomoedas vêm se demonstrando como uma ótima alternativa para solucionar problemas como esse que a população no Sudão está passando e vimos uma crescente no número de usuários e transações em cripto no continente africano – principalmente para remessas financeiras internacionais.

Saiba mais: Usuários de criptomoedas subiram 2.500% em um ano na África

Banco central quer proibir o Bitcoin

O Banco Central do Sudão (CBOS) alertou os cidadãos contra o uso de criptomoedas devido aos “altos riscos” existentes nestas moedas, conforme a economia do país continua a se deteriorar.

A questão é: qual moeda oferece mais risco? Aquela que se deteriora com perda de valor brutal em poucos meses, ou aquela que oferece uma saída financeira viável para as vítimas do Banco Central sudanês? 

De acordo com o CBOS, altos riscos envolvendo criptoativos incluem crimes financeiros, pirataria eletrônica e o risco de criptomoedas perderem seu valor, informou a agência de notícias estatal do Sudão SUNA no domingo.

A CBOS também alertou contra o uso de criptomoedas por questões legais, citando o fato de que esses ativos “não são classificados como dinheiro ou mesmo dinheiro e propriedade privada de acordo com a legislação e os regulamentos em vigor no país”.

Fortalecendo sua intenção de proibir o Bitcoin e outros ativos cripto.

A economia do Sudão está em rápido declínio desde um golpe militar em outubro de 2021. E o aviso pode ser uma resposta a uma maior adoção de criptomoedas como bitcoin no país durante a crise econômica, de acordo com Alex Gladstein.

Leia mais:

A NovaDAX está cheia de novidades!

Uma das maiores corretoras de criptoativos do Brasil agora ZEROU as taxas para saque em real!

A NovaDAX também conta taxa zero para transações de Bitcoin e mais de 110 moedas listadas, com saque disponível na hora e alta liquidez. 

As criptomoedas com as melhores taxas do mercado! Basta ativar o programa gratuito Novawards e aproveitar taxas reduzidas em até 75%.

Conheça ainda o Cartão NovaDAX e peça já o seu.