Se já não bastasse pagar pelos luxos do STF, no calar da noite a Câmara aprovou o uso do fundo eleitoral para os partidos comprarem, construírem e até mesmo reformarem suas sedes.

É o seu dinheiro indo para especulação imobiliária.