A Bitstamp é uma das mais antigas exchanges de bitcoins, fundada em 2011 por  Damijan Merlak e Nejc Kodric em uma garagem na Eslovênia, a corretora pavimentou seu sucesso e se tornou a maior do ramo na Europa.

No dia 29/10 o CEO Kodric anunciou a venda de 80% da empresa para o fundo de investimentos belga NXMH. O fundo de investimentos também levou o pedaço de participação da Pantera Capital.

O fundo de investimentos é belga, mas ele é atualmente controlado pela gigante dos games Nexon.

Saiba mais sobre a Pantera Capital:


Quer ganhar Bitcoins?
A gente te ajuda nisso.
Abra uma conta grátis!


 

https://cointimes.com.br/pantera-capital-espera-bitcoin-a-u-67500/

Bitstamp, da garagem ao mundo

A Bitstamp nasceu em uma garagem na Eslovênia,  com apenas um servidor, meia dúzia de computadores e mil euros em capital a empresa cresceu a ponto de movimentar mais de 100 bilhões de euros diariamente.

Sua base de usuários ultrapassa os 3 milhões de cadastrados e sua penetração no mercado financeiro europeu alcança os 28 países da UE.

Em 2014 a companhia foi avaliada em 30 milhões de dólares e recebeu um investimento de 10 milhões de euros, em 2016 chegou a 60 milhões.

Por que a Nexon comprou a Bitstamp?

A Nexon não é nova no mercado de criptomoedas, em 2017 ela adquiriu a maior parte da exchange Korbit, que na época era a segunda em volume negociado na Coreia do Sul.

A ideia dos executivos da Nexon era diversificar o portfólio de atuação da empresa em outros mercados.

A Nexon já produzia jogos utilizando a tecnologia do blockchain, como Spell of Genesis, então, adquirir uma empresa cujo core era o de criptomoedas parecia um passo óbvio.

Com o aumento do preço do Bitcoin no final do ano passado, a Korbit veu seu volume crescer absurdamente.

No começo de 2018 a principal concorrente da Korbit, a Bithumb, tentou entrar no mercado europeu. Entretanto, por problemas de compliance com as autoridades da UE acabaram por adiar essa expansão.

Para dar um passo à frente de sua concorrente, a Nexon resolveu comprar a Bitstamp e fixar sua bandeira no velho continente.

Após a compra da corretora de bitcoins no dia 25, as ações da Nexon subiram consideravelmente:


Um jogo de gente grande

Hoje a Coreia do Sul tem um mercado de criptomoedas pitoresco. Os maiores conglomerados do país estão envolvidos de alguma forma com bitcoin.

A Samsung entrou no mercado de chips para ASICs, prometendo gerar dor de cabeça para os chineses da Bitmain.

Saiba mais sobre a Bitmain:

https://cointimes.com.br/maior-que-facebook-conheca-o-ipo-da-empresa-com-1-milhao-de-bitcoins/

Shinhan é o Itaú da Coreia, ele já participa do mercado com a exchange Gopax. A Kakao (maior produtor  de software), a SK (maior empresa de telecom do país) também seguiram o mesmo caminho do Shinhan.

A aquisição da Bitstamp mostra a consolidação dos asiáticos no mercado de criptomoedas, além de legitimar ainda mais o uso de novas tecnologias financeiras baseadas em blockchain.


BitPreço, o maior marketplace da América Latina. Compare os preços das principais exchanges do Brasil e mundo, e compre Bitcoin, Ethereum e USDT pelo melhor preço sempre.

Crie sua conta grátis agora!