Os últimos seis meses deixarão um impacto duradouro em quase todas as economias do mundo nos próximos anos. A pandemia de COVID-19 e a incerteza resultante que envolve a maioria dos mercados revelam o quão delicados são os sistemas financeiros tradicionais.

Enquanto o Bitcoin se cimenta como um ouro digital, parece haver um aumento do interesse dos corredores das finanças tradicionais para capitalizar em Bitcoin durante esses tempos difíceis.

Em um podcast recente, Dan Held, diretor de desenvolvimento de negócios da Kraken, falou sobre como a atual situação macroeconômica justifica investimentos inteligentes e que é extremamente racional investir em Bitcoin, que “provou ser um substituto de ouro digno de confiança”.

Ele foi elaborar que para investidores com alocações diversificadas de portfólio, incluir Bitcoin pode ser menos arriscado do que parece. Citando princípios da teoria moderna do portfólio, Held argumentou que:

“O Bitcoin não é muito correlacionado com os mercados financeiros existentes, especialmente [o mercado de] ações. Portanto, se eles começarem a se mover, o Bitcoin poderá se mover de maneira diferente. E é isso que aborda a Teoria moderna do portfólio, que trata de ativos movendo-se de maneira diferente um do outro”.

Correlação do Bitcoin com o S&P500
Correlação do Bitcoin com o S&P500 (índice que acompanha as 500 principais ações do mercado dos EUA)

No entanto, em comparação com ativos tradicionais como o índice S&P 500, do ano passado para cá, a correlação do Bitcoin aumentou consideravelmente, de acordo com os dados da CoinMetrics.

No entanto, em uma ocasião em abril deste ano, Adam Pokornicky, um consultor de investimento licenciado, apontou que:

“Utilizando a teoria moderna do portfólio e procurando o portfólio ideal ao longo da fronteira eficiente, todo portfólio de múltiplos ativos e portfólio de 60%/40% que incluísse pelo menos uma alocação de 1 a 10% [em bitcoin] teve melhor desempenho em uma base de retorno absoluto e ajustado ao risco do que carteiras sem.”

teoria moderna de portfolio
Bitcoin ofereceu bons retornos em carteiras balanceadas

Para dar ainda mais motivos para comprar Bitcoin, Pokornicky, parceiro da Digital Asset Investment Management, uma gestora de recursos da Califórnia, pontuou que:

  • Bitcoin é o ativo com melhor desempenho na última década;
  • A compra de Bitcoin e “hodling” é lucrativa por 3853 dias, de um total de 4134 dias (93,2% do tempo);
  • Se todo milionário do mundo quisesse possuir um Bitcoin, não seriam capazes de possuir nem 0,3 BTC cada um;
  • Além disso, o valor do Bitcoin não está vinculado ao dólar, é definido por oferta e demanda. Sua oferta fixa e a demanda ilimitada em potencial foram projetadas para aumentar [o preço da criptomoeda].

Por fim, como os benefícios do Bitcoin são extremamente evidentes em tempos de incerteza, é provável que atraia ainda mais investidores institucionais.

O recente caso em que Paul Tudor Jones comprou o Bitcoin e o considerou um hedge contra a inflação pode ser apenas a ponta do iceberg de adoção do Bitcoin.

“Então, o Bitcoin, quando adicionado a um portfólio estruturado classicamente, acho que faz todo o sentido para todos os investidores, mesmo aqueles que estão à beira da aposentadoria.”

Dan Held, diretor de desenvolvimento de negócios da Kraken