Há apenas dois meses noticiamos que o risco de uma recessão era de apenas 26% de acordo com o índice “Bloomberg US Recession Tracker”. Contudo, com o crescente impacto do coronavírus na economia, o índice subiu para 53% nesta terça-feira.

risco de recessão gráfico

“A chance de recessão no próximo ano agora é de 53%, a maior desde que os EUA saíram da Grande Recessão em junho de 2009”

A situação é mais complexa nos Estados Unidos, visto que a taxa de letalidade do vírus é de 5%, mais de 8,33 vezes maior do que a da Coréia do Sul.

taxa de mortalidade do coronavírus
Taxa de mortalidade do Coronavírus

Isso acontece pois o número de pessoas sem diagnóstico é maior no país de Trump e só os casos mais graves são notados. Isso significa que o surto de coronavírus na maior economia do mundo pode estar sendo subestimado.

Coronavírus durará por pelo menos 1 ano

átila coronavírus
Átila Iamarino – Biólogo, pesquisador e comunicador científico

Apesar da taxa de mortalidade do coronavírus ser menor que a de outras doenças, ele causa um grande impacto econômico, pois geralmente é necessária internação e dias de descanso, isso gera custos.

Segundo o especialista Átila Iamarino “você não vai ver gente falando ‘putz’ alguém da minha família pegou o corona e morreu, você vai ver alguém falando minha escola fechou, meu trabalho fechou, perdi um emprego“.

De acordo com o pesquisador, nós enfrentaremos “pelo menos mais um ano” de surtos ao redor do globo.

Enquanto os médicos tentam conter a doença, os Bancos Centrais estão entrando em desespero para não deixa a economia desacelerar mais. O FED, assim como o Banco Central da Austrália e do Reino Unido decidiram cortar ainda mais a taxa de juros.

Apesar das tentativas, as bolsas ao redor do mundo estão desabando e pela segunda vez em menos de uma semana a Bovespa teve um circuit breaker.