Breaking News  
Qual dólar usar? TrueUSD, Tether ou outros Altcoins

Qual dólar usar? TrueUSD, Tether ou outros

Qual token vale o seu dólar?

Neto Guaraci
Neto Guaraci

Recentemente, diversas empresas criaram seus próprios tokens que representam dólares, são as chamadas stablecoins no jargão do mercado.

Ou seja, para cada 1 token é necessário 1 dólar na conta bancária do emissor.

Nesse post vamos falar sobre algumas dessas moedas, suas vantagens, desvantagens e qual a melhor stablecoin para você.

Leia o texto abaixo para entender mais sobre o conceito de stablecoins:

Um olhar completo sobre as stablecoins

Por que usar um “token dólar”?

As vantagens de utilizar um token no lugar de dólares são muitas, a primeira delas é a velocidade de transmissão dos ativos.

Em poucos segundos você pode mandar um token no Brasil para o Japão. Além do tempo de transmissão, as taxas de transação também são absurdamente ridículas. Enquanto eu escrevo, o custo de enviar um token no blockchain da Ethereum é de 0,05 centavos de dólar.

Um ponto pouco citado, mas de real importância, é a segurança dos tokens. É muito mais seguro utilizar um token criptografado do que uma nota de dólar ou até mesmo cartão de crédito/débito.

O cartão de crédito está ficando obsoleto?

O cartão de crédito está ficando obsoleto?

Quem são os grandes competidores do mercado?

Há 4 grandes tokens pareados com o dólar, são eles o Tether USD, TrueUSD, GUSD e PAX. Cada um desses tokens têm sua peculiaridade, iremos explorar cada um deles de forma resumida.

Por respeito, começaremos pelos mais velhos.

Tether USD

O TetherUSD é o token mais antigo nessa categoria. Atualmente é o 8° mais negociado no mercado de criptomoedas.

Sua importância é tanta que muitos especialistas dizem que ele foi fundamental para a última grande alta no preço do bitcoin.

O TetherUSD funciona utilizando a tecnologia OmniLayer, que utiliza o blockchain do Bitcoin e do Litecoin para dar maior transparência as transações de Tether.

Apesar de ser o mais antigo dessa lista, o Tether tem vários problemas. O maior deles é a falta de auditoria, sem ela não é possível saber se a relação de 1:1 entre tokens e dólares é real.

Nos últimos meses a Tether Inc, teve problemas com transferências internacionais. O que abriu espaço para grandes especulações.

TrueUSD

É o mais novo competidor do pedaço, ele tem algumas diferenças para o Tether. A maior delas é o fato de ser auditado por empresas de renome no mercado financeiro mundial.

Aqui vai um exemplo de auditoria feita pela Cohen&Co.

Outra grande vantagem é que, diferente do Tether, a empresa por trás do True USD não cria ou destrói dólares, quem faz isso são os bancos e instituições associadas.

Para sacar o valor em dólares é preciso ter pelo menos 10 mil TUSD, passar por um processo de KYC/AML e aguardar a transação ser realizada.

GUSD

O Gemini Dólar (GUSD), é a moeda criada pelos irmãos Winklevoss (co-criadores do Facebook) e donos de uma grande exchange norte-americana.

O GUSD também é auditado por autoridades externas. Todos os dólares ficam em um banco, legalmente registrado e localizado em Nova York ( State Stree Bank and Trus Company). Ele foi criado utilizando diversos contratos inteligentes na rede Ethereum, possibilitando a ação da empresa em caso de ordens judiciais.

É possível comprá-lo em várias corretoras, entretanto para sacar diretamente para dólar é preciso fazer usando a Gemini Exchange.

PAX

Paxos Standard é atualmente o terceiro em quantidade de dólares criados, com 131 milhões segundo o CoinMarketcap.

Assim como GUSD e o TUSD, a Paxos Trust Company é uma companhia legalmente registrada em Nova York. Todos os dólares depositados ficam em um banco sob a jurisdição norte-americana.

O modo de funcionamento do Paxos é bem mais simples do que o utilizado pelo GUSD, contendo apenas um contrato inteligente e um sistema de saque simples.

Aliás, para sacar PAX você precisa se cadastrar na itBit ou na página oficial do token. Para conseguir sacar, é preciso também passsar por um processo de KYC/AML que pode demorar até 5 dias.

Tabela comparativa

Para resumir todo esse conteúdo fizemos uma pequena tabela comparando as stablecoins:

trueusd

Apesar do dólar não ser um token, coloquei na comparação para mostrar algumas vantagens do uso de stablecoins. No texto abaixo eu falo um pouco mais sobre os problemas do dólar, como os grandes incentivos para falsificá-lo:

O dólar é uma fraude?

O token mais transparente da lista é o TrueUsd, além da custódia ser feita por terceiros, a própria emissão e destruição do token também pode ser feita por outras instituições de confiança. O Tether ainda é imbatível ao falamos sobre taxas transacionais, mas apenas quando feita dentro da própria carteira do Tether.

Quando for fazer trades com alguma dessas stablecoins, pense na transparência, segurança e respaldo jurídico.

 

Neto Guaraci
Neto Guaraci

Sou estudante de Gestão de Negócios e Inovação na Fatec-Sebrae. Trabalho na Foxbit, ajudo na criação de conteúdo. Amo falar sobre criptomoedas, liberdade financeira e empreendedorismo. Se você também gosta, entre em contato. :)

O Cointimes utiliza cookies com o objetivo de melhorar sua experiência em nossa página web e adaptar o conteúdo para torná-lo mais útil e acessível. Para mais informações, consulte a nossa política de cookies.