Passfolio

Desde a última sexta-feira (17) o mercado brasileiro foi surpreendido com a interrupção de saques e depósitos em reais pela exchange Binance. A corretora deu um prazo inicial de 72h para a normalização da operação, no entanto, mesmo após esse prazo, os serviços continuam interrompidos.

No entanto, o mercado e a própria exchange tem encontrado alternativas para quem deseja seguir operando, seja algumas abaixo:

Cartões de crédito ou débito:

É possível vender criptomoedas de forma simples e prática pelo cartão. Ao fazer o login no aplicativo ou plataforma, procure a opção “mais” e escolha venda para cartão.

É importante ressaltar que a venda só é possível de ser realizada com um cartão Visa.

No entanto, a exchange não deixa claro quais as taxas que estarão envolvidas nas transações via cartão.

P2P (peer-to-peer):

P2P é uma transação na qual a compra e venda de criptomoedas é realizada de “pessoa para pessoa”

Para iniciar as negociações com P2P, procure a opção “mais”, depois na opção “P2P” você consegue selecionar como pretende realizar o saque e depósito das criptomoedas.

Foi possível averiguarmos que, por este caminho, os preços tendem a ser desvantajosos para o usuário, pois o negociador P2P precisa incluir seus custos e ganhos da transação.

Neste caso, a Binance atua como intermediadora, para proteger compradores e vendedores e garantir a validade das transações e reduzir o risco de fraudes.

BitPreço:

A BitPreço é um marketplace de criptomoedas, parceira da Binance e de diversas outras exchanges. Eles possuem saques gratuitos de BUSD, USDT, ETH e BTC, usando a rede Binance Smart Chain. Com a mesma rede, também é possível sacar com taxas muito baixas da Binance para BitPreço, efetuar a conversão para reais e sacar via PIX.

“A demanda dessa rede subiu muito aqui na BitPreço, especialmente por clientes da Binance. Eles enviam PIX pra BitPreço, como a aprovação normalmente ocorre em menos de 1 minuto, logo em seguida já conseguem transferir para a Binance usando BUSD ou outras moedas.”, ressalta o CEO Ney Pimenta.

Veja também: Após travar saques em real, Binance abandona parceria com Capitual

Passfolio