Já parou para contar quantas vezes você viu alguém gritar ‘BUY THE DIP!’ nas redes sociais relacionadas com criptomoedas? Este analista da Santiment já e ele compartilhou sua análise conosco.

COMPRE NA BAIXA!

“Buy the dip” cuja tradução é algo como: “compre a/na queda” ou “compre na baixa”, é uma expressão e é um jargão utilizado por investidores e traders de criptomoedas para sinalizar aos outros que o preço dos ativos estão caindo e que este pode ser um bom momento de compra.

É um incentivo. Basicamente um chamado às armas para que os investidores comprem, mostrando que, aquele que entoa o grito de guerra, está otimista com o médio e longo prazo para o ativo e enxerga aquele momento como uma oportunidade de aumentar sua posição.

O chamado pode ser legítimo, correspondendo com o sentimento de quem o faz, mas também pode ser empregado de forma maliciosa, com a intenção de manipular a percepção do mercado, enquanto se age de forma contrária, vendendo.

O dip mais dip

De acordo com a análise publicada pela Santiment, o dip anunciado é só o começo de uma queda mais profunda.

Gráfico da santiment com a correlação de menções de "Buy the Dip", com o preço do bitcoin.

Foram coletados dados de redes sociais como twitter, reddit, servidores de discord, grupos do telegram e outras plataformas que servem como bate-papo ou ponto de encontro de comunidades de investidores.

Todas as vezes que alguém mencionou “BUY THE DIP” está ilustrado nas barrinhas azuis do gráfico acima, como Social Volume. A linha verde representa o movimento de preço no par BTC/USD.

Quando olhamos mais de perto, vemos o pequeno ciclo que começou com um fundo no final de setembro de 2021, seguido de uma alta, com topo duplo, sendo o primeiro na metade de outubro e o segundo na metade de novembro do mesmo ano.

O mesmo gráfico anterior, mas com uma visão mais próxima no momento atual.

Antes da definição de fundo em setembro, vemos um pico no aumento do volume social (social volume) e durante o movimento de alta, o volume diminui consideravelmente.

É após o segundo topo – marcando o final do movimento de alta – que vemos as menções de “buy the dip” voltando a subir, atingindo um pico muito significativo, sendo o maior do período, na primeira quinzena de dezembro de 2021.

O pico acontece exatamente durante a primeira queda mais forte após correção do movimento de baixa, mas o dip foi ainda mais fundo.

Após a alta histórica em Social Volume no período analisado, o preço do Bitcoin contra o Dólar continuou caindo.

O primeiro pico de “BUY THE DIP”, ao invés de marcar um fundo, marcou o topo e o início de um movimento de baixa mais longo, confirmando a reversão de tendência.

Após esta queda significativa, que gerou o primeiro alvoroço de gritos de guerra nas comunidades cripto do mundo todo, foram vistos outros dois pontos de aumento do volume de pessoas incentivando a comprar durante a queda de preço, mas cada um deles foi predecessor de uma queda ainda maior.

Meme do "Buy the dip", com vários dips apontando a arma para o anterior.

A cada “BUY THE DIP!”, um novo “dip” era observado na sequência, assim como ficou ilustrado neste meme, onde o primeiro personagem sentado no banco da frente marca o começo da queda com: “eu comprando o que acredito que seja o dip”.

O povão está parando de gritar BUY THE DIP; será que a queda acabou?

O que chamo de povão, seria a multidão. A massa de investidores que causa o aumento do “volume social”.

A maioria dos grandes investidores de sucesso sempre batem na tecla de que, para atingir este sucesso, eles precisaram agir contra a maré.

Enquanto a maioria das pessoas – a multidão; “the crowd”; a massa; o povão – estavam vendendo, eles estavam comprando. E enquanto todos compravam, eles vendiam.

Os investidores de sucesso são também chamados de baleias (grandes detentores do capital), enquanto a multidão é formada pelas chamadas sardinhas. Os pequenos traders.

A movimentação das baleias normalmente é grande o suficiente para impactar o preço, enquanto a movimentação das sardinhas causa pouco efeito gráfico.

Então enquanto a maioria das pessoas chamava outros para comprar mais, o preço caia, demonstrando que a “dica de ouro do investidor de sucesso” ainda vale.

E agora, de acordo com o gráfico publicado pela Santiment, parece que o otimismo dos “compradores da queda” está diminuindo, junto com sua atividade social e o chamado às compras.

Se o padrão observado até o momento se mantiver, esta queda nas barras azuis pode marcar uma possível definição de fundo e até mesmo o fim de um ciclo de curto prazo, onde vimos uma baixa, uma alta e novamente uma baixa, corrigindo o movimento anterior em uma janela maior de médio prazo.

Como o fundo que foi marcado por uma queda semelhante no volume social – medido pelas barras azuis – em julho de 2021, no primeiro gráfico.

O que acha? Compramos o dip?

Leia mais:

Vale a pena comprar Nano? 100 dias de análise fundamentalista

Paraíso do blockchain tem o maior número de unicórnios per capita

Hacker revela como conseguiria trocar 50 SHIB por 50 bitcoins

SEC comete erro grave que ajuda XRP; segundo especialista

Compre Bitcoin na Coinext
Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br