The Flippening? Segundo pesquisa, 7 de 27 países possuem mais Ethereum que Bitcoin, além de outras altcoins como Dogecoin, Solana e XRP. Argentina é o país mais maximalista de BTC.

Pesquisa sobre The Flippening

The Flippening é um termo que surgiu em 2017 e diz respeito à possibilidade do Ethereum (ETH) superar o Bitcoin (BTC) em capitalização de mercado.

Na época em que o termo foi cunhado, BTC fechou o ano com cerca de US $236 bilhões de market cap, enquanto ETH fechou com aproximadamente US $72 bilhões. Uma relação de ~30%, com Ethereum tendo apenas um terço da capitalização do líder.

Segundo o Coingolive, o market cap atual do Bitcoin está em cerca de US $685 bilhões no momento em que escrevo esta matéria, enquanto o token Ether possui cerca de US $324 bilhões. Uma relação de ~47%, com ETH se aproximando da metade do valor de mercado.

O teórico “The Flippening” ainda está distante, mas poderíamos dizer que parece existir uma tendência de aproximação e de uma diminuição da dominância do BTC sobre os demais ativos.

Em janeiro de 2022 foi realizada uma pesquisa que revelou alguns dados interessantes ao mercado sobre a quantidade de investidores que dizem possuir um ou outro ativo digital e revelou que dos 27 países pesquisados, com seus respectivos investidores, 7 deles (~26%) já possuem mais compradores de Ethereum que Bitcoin, sendo que há um ano atrás, apenas um destes países (Cingapura) “acreditava” no The Flippening.

Criptomoedas preferidas por país

De acordo com a pesquisa, os países que possuem o Ethereum como favorito e acreditam no “The Flippening”, são – com a respectiva porcentagem de investidores cripto com o ativo em carteira:

  • Cingapura (43,5%)
  • Reino Unido (32,9%)
  • Rússia (32,0%)
  • Estados Unidos (31,7%)
  • África do Sul (31,5%)
  • Suécia (30,9%)
  • Vietnam (17,4%)
Gráfico ilustrando países com favoritismo em BTC e ETH.
Fonte: CoinText

A Argentina é o país com maior porcentagem de investidores que ainda preferem o Bitcoin, com 72,7% de todos os investidores cripto terem declarado que possuem BTC em carteira.

Altcoins preferidas por países (DOGE, SOL e XRP)

No que diz respeito às altcoins Dogecoin (DOGE), Solana (SOL) e XRP, os países com liderança de preferência em cada uma delas – excluindo BTC e ETH – são:

  • DOGE: Estados Unidos (31,6%)
  • SOL: Gana (23,4%)
  • XRP: Japão (31,5%)
Gráfico ilustrando favoritismo das altcoins. DOGE, SOL e XRP.
Fonte: CoinText

Qual a criptomoeda preferida do Brasil?

No Brasil a maioria dos investidores ainda prefere o Bitcoin (BTC) sobre Ethereum e as altcoins incluídas na pesquisa. O Brasil é o terceiro país mais “maximalista”, com mais do dobro dos investidores preferindo bitcoin ao ether.

Olhando os números do nosso país, encontramos o seguinte:

  • Bitcoin (BTC): 55,1%
  • Ethereum (ETH): 20,4%
  • Dogecoin (DOGE): 17,8%
  • Solana (SOL): 15,1%

Leia mais:

A NovaDAX está cheia de novidades!

Uma das maiores corretoras de criptoativos do Brasil agora ZEROU as taxas para saque em real!

A NovaDAX também conta taxa zero para transações de Bitcoin e mais de 110 moedas listadas, com saque disponível na hora e alta liquidez. 

As criptomoedas com as melhores taxas do mercado! Basta ativar o programa gratuito Novawards e aproveitar taxas reduzidas em até 75%.

Conheça ainda o Cartão NovaDAX e peça já o seu.