Em um mundo aparentemente em chamas, poucos continuam agindo de forma otimista. Um desses é Tyler Winklevoss, empreendedor e investidor em Bitcoin e criptomoedas, e ele acredita ainda que a moeda voltará mais forte do que nunca.

O Bitcoin, por sua vez, viu seu preço despencar para US$3.600 neste mês, flutuando fortemente por conta da crise causada pelo coronavírus. A moeda está rondando em torno dos US$5 mil por agora.

Tyler, co-fundador e CEO da exchange digital Gemini, diz que “O Bitcoin nasceu em 2008, durante o inverno do nosso descontentamento financeiro. Já resistiu muito a estar aqui, e parece improvável que desista tão cedo. Irá emergir dessa calamidade atual mais forte do que nunca. Décadas não são medidas em dias.”

Assim como foi citado em seu Tweet, Tyler Winklevoss relembra do cenário do surgimento do Bitcoin, muito antes de ser “forte”: durante a enorme crise financeira da bolha de imóveis nos EUA.

Nos anos seguintes, a criptomoeda seria responsável por ter o maior Retorno de Investimento (ROI) do mercado: mais de 8,000,000%. Além disso, Tyler e seu irmão gêmeo, Cameron, conquistaram uma fortuna de US$1.3 Bilhões com isto.


Quer ganhar Bitcoins?
A gente te ajuda nisso.
Abra uma conta grátis!


 

Uma situação favorável?

Os irmãos Winklevoss não são os únicos otimistas com o cenário das criptomoedas.

Surpreendentemente, uma das pessoas que veio à favor da compra das criptomoedas foi Edward Snowden, ex-funcionário da CIA e da NSA. Em tweet, explica que “houve muito pânico e pouca razão” nesta crise.

Em contrapartida, temos Peter Schiff, empresário americano anti-criptomoedas que afirmou que Bitcoins são um “esquema de pirâmide gigante”.


BitPreço, o maior marketplace da América Latina. Compare os preços das principais exchanges do Brasil e mundo, e compre Bitcoin, Ethereum e USDT pelo melhor preço sempre.

Crie sua conta grátis agora!