Passfolio

O banco acredita que investidores devem vender suas ações da Meta até que a empresa de mídia social termine o Metaverso.

A analista Laura Martin classificou as ações da Meta Platforms (META) como tendo um desempenho abaixo do esperado, observando que os investimentos da empresa no Metaverso podem levar muito tempo para começarem a gerar lucros.

Segundo Martin, o banco tem preocupações sobre as estimativas consensuais, que podem estar altas demais por conta das promessas da Meta sobre investimentos no Metaverso, cujo crescimento de receita está sendo “propositalmente atrasado para competir com o TikTok.”

Martin também acredita que o crescimento dos custos superará a expansão da receita para os próximos dois anos, por isso a analista baixou sua previsão de receita fiscal de 2022 para US $120;4 bilhões, 6% abaixo da estimativa anterior.

Passfolio

Os desafios para o negócio publicitário da Meta, bem como a maior concorrência dos pares de mídia social como o TikTok, também estão prejudicando as ações. Por isso, o banco recomenda que investidores avaliem riscos estruturais, como mudanças de comportamento do consumidor, concorrência, e riscos regulatórios antes de investirem no Metaverso.

As ações da Meta caíram mais de 2% nas negociações pré-comercialização de segunda-feira (11).

Leia também:

Passfolio