Segundo o portal de notícias espanhol Runrunes, a Venezuela estaria utilizando o Bitcoin para pagar as importações vindas de países aliados, incluindo Irã e Turquia. A medida visa mitigar os efeitos das sanções bancárias promovidas pelos Estados Unidos e reforça a força do Bitcoin dentro do sistema de remessas internacionais. 

Nicolás Maduro já havia afirmado que poderá “usar todas as criptomoedas do mundo, públicas, estatais ou privadas, para o comércio interno e externo” e imediatamente anunciou que já tem “projetos importantes em desenvolvimento”.

As sanções bancárias americanas mostram a importância da existência de um sistema aberto e transparente para a troca de valores entre indivíduos e instituições. Através do SWIFT, o atual sistema bancário internacional vigente, os Estados Unidos aplicam sanções a qualquer um que ousar desafiar a sua autoridade.

Um exemplo claro desse autoritarismo são as ameaças aos bancos que ofereceram serviços a Carrie Lam, chefe do poder executivo de Hong Kong. Por conta dessas medidas, Lam afirma “guardar pilhas de dinheiro em casa”, por não possuir acesso ao sistema bancário, nem mesmo de bancos chineses, que acatam as ordens americanas por medo das sanções.

Mas para a sorte de Lam, da Venezuela e das demais pessoas que temem ser vítimas do poder hierárquico dos bancos e dos governos, o Bitcoin existe. Por conta das suas características, a criptomoeda pioneira do mercado pode servir como uma ótima maneira para se transacionar valores, tanto para o ditador Nicolás Maduro, quanto para o povo Venzuelano.

É curioso que os principais casos de uso do Bitcoin apareçam de um dos países mais economicamente fechados países do mundo. A Venezuela só perde para a Coreia do Norte no ranking de liberdade econômica da Heritage Foundation.

Você acredita que o Bitcoin e demais criptomoedas serão utilizados amplamente para o envio de remessas entre países? Qual impacto isso teria no preço do ativo? Deixe sua opinião na seção de comentários abaixo.

Leia mais: Fundo de cripto estreia com US$ 120 milhões em ativos sob gestão

Compre Bitcoin na Coinext
Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br