Vitalik Buterin ganhou mais de US $33.000 com venda massiva do token ShitCoin (SHIT) que recebeu por airdrop. O despejo de 25 trilhões de unidades derrubou o preço do ativo em mais de 60%.

Shitcoin de verdade

Há 12 horas atrás, o criador do Ethereum (ETH), Vitalik Buterin, despejou no mercado 25 trilhões de tokens ShitCoin (SHIT), que lhe rendeu um lucro de pouco mais de 20 ETH (US $33.138,00).

Transações de despejo de 25 trilhões de SHIT pela conta vitalik.eth, em duas rodadas de 12,5 trilhões cada. Rendendo 20,0830 ETH.
Transações de despejo de 25 trilhões de SHIT pela conta vitalik.eth – Fonte: Etherscan

O swap ocorreu às 02:56am no horário de Brasília (BRT), em duas operações de 12,5 trilhões de SHIT cada. Saindo da conta pessoal vitalik.eth e passando pela exchange descentralizada Uniswap (UNI).

No mercado muitas moedas sem utilidade, criadas com a única intenção de captar dinheiro de “shitconheiros” ou investidores desavisados, são chamadas de shitcoins (moedas merd*). A realidade é que a grande maioria delas são golpes, ou “esquemas” financeiros fraudulentos.

Passfolio

Nesse caso, a moeda não só é considerada uma shitcoin, como seus criadores anônimos deixaram esse fato bem claro para todo o mercado, ao batizá-la de ShitCoin, com o ticker SHIT — que significa merd*.

Por que Vitalik tinha ShitCoin?

Você pode estar se perguntando o que Vitalik Buterin estava fazendo com 25 trilhões de tokens SHIT em sua carteira pessoal. Seria o criador e principal desenvolvedor do Ethereum um shitconheiro?

Para o azar dos críticos, não é isso que parece ter acontecido.

Vitalik é frequentemente alvo de airdrops de token indesejados sendo enviados a ele. Um histórico de sua carteira mostra o recebimento de trilhões de tokens de vários projetos, partindo do contrato inteligente original, todos na esperança de capitalizar sobre a popularidade do fundador e obter mais atenção em seu projeto.

O mesmo parece ter ocorrido com o recebimento da ShitCoin, um token criado 58 dias atrás, em 07 de junho de 2022.

Se ele vendeu, alguém comprou

Enquanto houver demanda para “projetos sem projeto”, mais e mais casos como esse voltaram a ocorrer. Se Buterin conseguiu mais de 20 ETH, alguém perdeu essa quantia, já que SHIT caiu mais de 64% após o despejo massivo.

Para os especuladores que vivem caçando shitcoins e memecoins, na esperança do próximo “grande pump“, a chance de se tornarem a saída de liquidez do “smart money” é bem grande. Por isso a importância de investir em projetos conhecidos e que possuem demanda real de uso, resolvendo algum problema específico.

O fundador do Ethereum já havia falado sobre seu descontentamento por esses tokens de ‘golpe’ que continuam aparecendo na rede, mas mais ainda porque estão sendo enviados para sua carteira. Esses tokens enviados a ele aumentaram significativamente após o sucesso da Shiba Inu (SHIB), dando aos projetos mais confiança para enviar tokens para Buterin.

A equipe da SHIB enviou trilhões de tokens à Vitalik no passado — o que representava cerca de metade da oferta total, no valor de cerca de US$ 6 bilhões. Ele então queimou 90% desse valor, doando o restante para caridade, e seu envolvimento nisso tornou Shiba Inu muito popular.

Desde então, muitos outros projetos tentaram replicar o esquema. Buterin falou sobre esses tokens, alertando os criadores para parar de enviar unidades para sua conta.

Leia mais:

Passfolio