Passfolio

Pesquisas têm mostrado que 2 em cada 3 credores da MTGOX pretendem holdar os BTCs que receberão no processo de reconciliação das vítimas do roubo em 2014.

Credores da Mt. Gox são hodlers!

No dia 06 de julho, vítimas do roubo na Mt. Gox de 2014 receberam um e-mail da antiga maior exchange de bitcoin do mundo sobre a conclusão do processo de conciliação e informações sobre a realização dos pagamentos em agosto de 2022.

Publicamos um artigo completo com toda a história da Mt. Gox e uma explicação do que aconteceu oito anos atrás com a empresa.

Saiba mais: Mt. Gox – O maior cisne negro do Bitcoin assombra o mercado com R$15 bilhões

Passfolio

Explicamos também que, com os pagamentos sendo realizados, os credores da MTGOX receberão cerca de R$15 bilhões em Bitcoin (~138.000 BTC) – o que vem levando o mercado a especular sobre um possível impacto no preço do ativo no curto prazo.

Felizmente, encontramos algumas pesquisas realizadas entre os credores da Mt. Gox que mostram que aproximadamente ⅔ deles pretendem segurar a moeda para o longo prazo, sem intenção de despejar no mercado.

As pesquisas sobre o pagamento da MtGox

Uma destas pesquisas foi realizada por Brad Mills, seis meses atrás, em um grupo do Telegram com outros credores da Mt. Gox, tendo um público votante mais “filtrado” de pessoas realmente envolvidas no caso. Eu diria que o resultado possui boa credibilidade.

Enquete no grupo de telegram dos credores da MTGOX, conforme descrição na matéria.
“Quanto dos seus BTCs da mtgox você pretende vender?” Fonte: @bradmillscan

613 supostos credores da Mt. Gox votaram nesta pesquisa com o seguinte resultado:

  • HODLERS: 53% pretendem vender 0% dos valores recebidos;
  • Holders: 8% pretendem vender entre 10% e 25% dos valores recebidos;
  • Investidores: 10% pretendem vender metade dos valores recebidos;
  • Dumpers: 21% pretendem vender todos os valores recebidos, despejando no mercado.

Um dos comentários no tweet divulgando o resultado da pesquisa, concluiu que, segundo a pesquisa, em média 28,8% serão vendidos – caso cada credor possua a mesma quantidade de bitcoin, o que sabemos que não é verdade, portanto os números a seguir são apenas estimativas cruas.

Neste caso, dos cerca de 138.000 BTC, devem ser vendidos em média 39.744 BTC. Equivalente a aproximadamente R$4,32 bilhões. Isso representa cerca de 2,39% do volume de negociação do bitcoin registrado nas últimas 24 horas (no momento da redação).

Essa quantidade de possível despejo por parte dos credores da Mt. Gox, é aproximadamente metade do que foi despejado pela Luna Foundation alguns meses atrás, iniciando o crash e desencadeando a liquidação de alguns traders com posições compradas.

Analistas afirmam que o impacto direto no preço de um despejo, normalmente é semelhante à porcentagem do tamanho do despejo sobre o volume nas últimas 24 horas. Então de acordo com essas estimativas, poderíamos ver uma queda de cerca de 2,5% no preço do BTC após os pagamentos da MTGOX serem realizados.

Uma outra pesquisa também está sendo feita no Twitter. A credibilidade de seus resultados é baixa, já que a enquete é aberta e pode ser respondida por qualquer pessoa, mesmo que não sejam credores da MTGOX – e até mesmo por bots tentando manipular a percepção de mercado.

Pesquisa do usuário @nvk no Twitter:
"O que você faria com seu pagamento de 15% de bitcoin da MtGox?"
Hold: 60,6%
Dump: 25,4%
Vender devagar: 14%
649 votos, faltando 1 dia para encerrar.
Fonte: Twitter (@nvk)

Ainda assim, é interessante notar que os resultados são bem parecidos com a pesquisa anterior.

Com 649 votos até o momento, 60,6% pretendem fazer HODL e não vender seus bitcoins. Pareados com os 53% mais parte dos 8% da pesquisa anterior que também não planejam vender, ou planejam vender muito pouco.

A quantidade de intenções de venda total também é parecida, com 25,4% que escolheram a opção de “Dump”, que se alinha com os 21% da enquete anterior, mais parte dos 10% que pretendem vender metade dos valores.

14% dos credores da Mt. Gox mostraram que planejam fazer vendas parciais.

Leia mais:

Passfolio