A Alemanha pode estar à beira da recessão. Os impactos do coronavírus no setor industrial alemão podem fazer a maior economia da zona do Euro entrar em crise.

O Deustsche Bank, maior banco alemão, espera uma contração sobre os números que estão por vir do último trimestre de 2019. O pior é que não há perspectivas de recuperação para 2020.

“O coronavírus representa um risco para a recuperação global, pois diminui as esperanças de um renascimento da economia chinesa”, disse Stefan Schneider, economista do Deutsche Bank, em seu relatório.

Para Schneider, o risco de uma recessão técnica parece “muito provável”.

Contudo, não é apenas o Deustsche que está fazendo previsões pessimistas. A OPEC já prevê queda na demanda por Petróleo, enquanto o JPMorgan vê queda de até 2% nas previsões do PIB chinês.

Como tentativa de estimular a economia, os bancos centrais da União Europeia e China injetaram bilhões de dólares no mercado financeiro.

Veja também: Bancos alemães poderão custodiar e vender bitcoins