As criptomoedas podem finalmente andar de mãos dadas com os serviços monetários tradicionais na Alemanha. A partir de 2020, pode ser legal para os bancos alemães vender criptomoedas como Bitcoin e fornecer soluções de custódia, segundo a mídia local.


Leia também:
++ Bitcoin é ilegal no Brasil? Especialista explica
++ Rainha da Inglaterra não vê Bitcoin como moeda, mas quer cobrar impostos
++ Binance vai ajudar Ucrânia a criar regulamentação de criptoativos


Alemanha quer, finalmente, acolher as criptomoedas

Atualmente, as instituições financeiras que operam na Alemanha não têm permissão para vender diretamente criptomoedas a seus clientes.

No entanto, isso pode mudar no futuro, graças à lei planejada que implementa a quarta Diretiva de Lavagem de Dinheiro da UE. O projeto de lei já passou no parlamento federal da Alemanha e agora aguarda o consenso dos 16 estados.

A versão final do projeto vai além da lavagem de dinheiro e do que foi planejado anteriormente, pois propõe permitir que as instituições bancárias regulamentadas forneçam serviços de criptomoeda sem depender de custodiantes de terceiros e subsidiárias especiais, como atualmente é necessário.

A comunidade de cripto da Alemanha parece satisfeita com a nova versão do projeto. Sven Hildebrandt, chefe da empresa de consultoria Distributed Ledger Consulting (DLC), disse:

“A Alemanha está a caminho de se tornar um paraíso de criptografia. O legislador alemão está desempenhando um papel pioneiro na regulamentação da criptomoeda.”

Se os estados mostrarem sinal verde para a proposta, os cidadãos alemães poderão manter Bitcoin, Ethereum e outras moedas digitais diretamente nos bancos. Além disso, os bancos fornecerão soluções bancárias on-line para toda a gama de ativos, como ações, títulos e criptomoedas.

Curiosamente, a Associação de Bancos Alemães (BdB) também acolhe com agrado o novo regulamento. Argumenta que os credores são experientes no armazenamento de ativos dos clientes e no gerenciamento de riscos.

A nova lei pode impedir a lavagem de dinheiro relacionada a criptografia e permitir que investidores alemães entrem no espaço de criptografia por meio de fundos domésticos.

Alguns especialistas mostram preocupações

No entanto, nem todos estão satisfeitos com a proposta de lei. O centro de consumo de Baden-Wuerttemberg teme que os bancos se envolvam em vendas mais agressivas com os novos produtos.

O especialista financeiro Niels Nauhauser disse que os bancos estão agora visando novos clientes usando todos os meios possíveis, e eles podem falhar em notificar os clientes sobre os riscos potenciais de investir em criptos.

O comentarista financeiro Fabio De Masi, do Partido de Esquerda, alertou que, enquanto os bancos pretendem lucrar com criptomoedas, a proteção financeira do consumidor não deve ser prejudicada.

Além de tudo, o serviço de custódia de criptomoedas mata uma das principais vantagens das criptomoedas, que é a segurança de que ninguém pode confiscar sua carteira, pois você pode facilmente custodiar tudo por conta própria.

Adaptado de Bitcoinist.