Carteiras de criptomoedas que possuem mais de US$1 milhão em fundos de origem ilícitas, denominadas por “baleias criminosas” pela Chainalysis, detém coletivamente mais de US$25 bilhões (~R$130bi) em cripto, segundo relatório.

Recentemente o Departamento de Justiça dos EUA realizou a maior apreensão de bitcoins da história (US$3,6bi), dando um fim a jornada dos hackers da Bitfinex, que furtaram 119 mil BTC da corretora em 2016.

Porém, segundo um relatório publicado pela Chainalysis nesta quarta-feira (16), ainda há muito trabalho para ser feito pelas autoridades policiais, com 4068 baleias criminosas identificadas pela Chainalysis segurando coletivamente US$25 bilhões em criptomoedas.

No cenário mais amplo, isso representa apenas 3,7% de todas as baleias do cripto-mercado. Em outro estudo, divulgado no início deste ano, a empresa de análise revelou que ​​crimes com criptomoedas chegaram a US$14 bi em 2021, mas representam apenas 0,15% do total de transações do ano passado.

Baleias criminosas (3,7%) e baleias não criminosas (96,3%). Fonte: Chainalysis.
Baleias criminosas (3,7%) e baleias não criminosas (96,3%). Fonte: Chainalysis.

O relatório ainda cita que casos como o do hack da Bitfinex reforçam que as atividades com criptomoedas são rastreáveis e devem desencorajar os criminosos a utilizarem como ferramentas de seus crimes.

Separando os crimes por categorias como golpes, furtos, sanções, ransomwares, mercados da darknet, etc., os fundos furtados dominam o saldo de carteiras relacionadas a atividades criminosas.

Saldo de carteiras criminosas ao final de cada ano, 2017 - 2021. Fonte: Chainalysis.
Saldo de carteiras criminosas ao final de cada ano, 2017 – 2021. Fonte: Chainalysis.

No final de 2021, os fundos roubados representavam 93% de todos os saldos de criminosos em US$ 9,8 bilhões. Os fundos de mercados da darknet são os próximos em US$ 448 milhões, seguidos por golpes em US$ 192 milhões.

Outro dado notável foi o aumento de cerca de 267% dos saldos de carteiras relacionadas a atividades ilícitas de 2020 para 2021. No final do ano, os criminosos detinham US$ 11 bilhões em fundos com fontes ilícitas conhecidas, em comparação com apenas US$ 3 bilhões no final de 2020, de acordo com o estudo.

Leia mais:

Compre Bitcoin na Coinext
Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br