O crescimento de BTC e ETH empolgou uma parcela do mercado, mas ainda não podemos cravar uma reversão de tendência.

Na última semana, o Ethereum teve uma alta impressionante. O que está acontecendo? A moeda vinha de uma lateralização, mas a partir do dia 13 vimos um respiro de mercado que já se chega aos 50%.

Alguns fatores pontuais contribuem para esse momento positivo da moeda. O mais importante talvez seja a proximidade do lançamento do The Merge. Programada para setembro deste ano, a atualização mudará o mecanismo de consenso do projeto, saindo do Proof of Work (Prova de Trabalho) para o Proof of Stake (Prova de Participação), o que promete trazer um consumo de energia mais eficiente e maior escalabilidade, além de transações mais seguras, rápidas e baratas.

Outro motivo igualmente crucial é o Ethereum Community Conference, maior evento europeu organizado pela empresa, que está acontecendo entre hoje (19) e 21 de julho, com grandes empresas, convidados importantes, diversas palestras e outros conteúdos sobre temas relevantes relacionados à comunidade e aos mercados de criptomoedas e outras tecnologias.

Altas inesperadas

No dia 13, as previsões se confirmaram, e foi aplicado o aumento da taxa de juros nos EUA pelo Federal Reserve Bank, em uma tentativa de controlar a inflação. Pouco após essa notícia, o Bitcoin chegou a passar por uma leve queda de 5%, mas o mercado seguiu um caminho estável. No entanto, o que aconteceu em seguida foi uma surpreendente alta das principais moedas do mercado: o Bitcoin e o Ethereum.

Muitos analistas imaginavam que o Ethereum fosse chegar à faixa dos 900 dólares, mas vem conseguindo se manter nos US $1500 após essa alta. Com a aproximação do The Merge e a realização do Ethereum Community Conference, muitos ficaram otimistas até demais.

Não era algo esperado, tanto que pegou muita gente de surpresa. A alta do Ethereum gerou uma liquidação de 230 milhões de dólares em contratos futuros. Com o Bitcoin, também vimos reações nesse sentido, como a baleia misteriosa que nos últimos 30 dias comprou 480 milhões de reais em bitcoin.

Porém, na contramão das movimentações do mercado, os dados on-chain mostram um caminho diferente sendo seguido sobretudo por wallets com mais de 1000 BTC. O momento de alta está sendo impulsionado principalmente por pequenas carteiras, que nos últimos meses estão comprando e acumulando Bitcoin, mas quando olhamos, por exemplo, para carteiras com mais de 10, 100 ou de até 1000 BTC, vemos um momento de lateralização, e no caso de carteiras com mais de 1000, há uma queda.

Ou seja: no momento, os maiores representantes do mercado de Bitcoin estão tomando um pouco de distância. Portanto, realmente precisamos tomar muito cuidado. Se os donos dessas carteiras não estão comprando, pode ser um indicativo de que o momento é de cautela e que a moeda ainda não encontrou seu fundo na casa dos US $ 20 mil.

É impossível prever com exatidão o preço, mas há vários indícios de uma possível bull trap!

O que você acha do momento atual do Bitcoin e do Ethereum? Vem conversar com a gente no Discord da Foxbit, uma comunidade de cripto para traders!