Pelo segundo ano desde sua criação, o Bitcoin superou o gigante dos pagamentos PayPal em volume transacional.

Segundo dados coletados em diversos portais, a rede do Bitcoin teve 1,3 trilhão de dólares em volume transacional em 2018. Nesse mesmo período de tempo o PayPal conseguiu cerca de 578,65 bilhões em valor transacional.

Ou seja, a rede do Bitcoin conseguiu mais de 543,52 bilhões em volume transacional do que a gigante dos pagamentos.

Crescimento das remessas no mundo

Nós já noticiamos que o número de remessas internacionais só está aumentando nos últimos anos (veja o post abaixo):

Isso é resultado da crise de refugiados, que agora também está atingindo o mercado de criptomoedas.

Apesar da volatilidade no preço, o Bitcoin é um ótimo meio de enviar recursos para países sob ditadura ou com problemas em seu sistema bancário.

Além do mais, há diversos projetos tentando deixar remessas internacionais ainda mais baratas e fáceis de serem feitas. É o caso das stablecoins e da possível criptomoeda do Facebook.

Por mais que as transações de bitcoin possam ser para o mesmo dono, nada impede que isso também ocorra no Paypal (utilizando diferentes métodos). A grande verdade é que o Bitcoin tem 10 anos de vida e já está superando grandes nomes dos meios de pagamento.

Como serão os próximos 10 anos do Bitcoin? Só Satoshi sabe.