Por incrível que possa parecer as receitas do Facebook só cresceram e aparentemente o novo alvo da gigante das redes sociais é o blockchain.

Calma lá, vamos explicar essa história…

O Facebook divulgou relatórios de dezembro mostrando um crescimento de 30%, superando facilmente as metas dos analistas mais otimistas. O lucro chegou na marca dos 16,3 bilhões de dólares.

Apesar do número animador para os acionistas, a rede social tem perdido força entre os jovens.

Alter - Criptoback

Um estudo de 2018 apontou que a rede social perdeu 20% dos seus usuários com idade entre 13 e 17 anos se comparado com 2015.

Entretanto o Facebook foi rápido e adquiriu a rede social favorita do momento, o Instagram.

Mas agora o novo alvo da gigante das redes sociais é uma empresa de blockchain chamada Chainspace. Quais os motivos?

Facebook e blockchain

Primeiro precisamos entender o que é a Chainspace e o que ela tem de especial que chamou atenção de Mark Zuckerberg.

Alter - Criptoback

A Chainspace é uma empresa de blockchain fundada por pesquisadoras da University College London.

Segundo o próprio site, a empresa trabalha na criação de contratos inteligentes, escalabilidade de blockchain e por fim aplicações de privacidade usando a tecnologia do Zcash.

Foram contratados 4 membros da empresa, que contam com um staff pequeno, de agora 8 pessoas. Os trabalhos da equipe continuarão no ar, apesar das baixas.

Podemos inferir que o Facebook contratou os principais membros da empresa de blockchain para aproveitar-se das pesquisas feitas em um desses campos.

Alter - Criptoback

É muito provável que a rede social esteja testando aplicações monetárias usando blockchain, pois desde o ano passado ela tem contratado engenheiros de blockchain.

Em um piscar de olhos o Facebook e seu conglomerado social pode se tornar o maior banco do mundo, sem ter nenhuma agência.

A Chainspace parece ser pioneira na aplicação do Sharding, uma maneira de estruturar blockchains permitindo escalabilidade horizontal e verificação de dados entre múltiplas cadeias de bloco.

Essa tecnologia será usada no upgrade do Ethereum, no blockchain d0 Telegram e está sendo moldada por alguns pesquisadores do MIT com a moeda Unit-e.

Alter - Criptoback

Será que um dia veremos a “Facebookcoin”? Deixe nos comentários sua opinião sobre essa aquisição!


Invista em criptomoedas com segurança, alta liquidez e as menores taxas do mercado.

NovaDAX: a exchange mais completa do Brasil com mais de 25 criptomoedas listadas e a melhor nota de atendimento ao cliente.

Conheça novadax.com.br