Breaking News  
Uso de criptomoedas para remessas está ficando mais popular Economia

Uso de criptomoedas para remessas está ficando mais popular

Neto Guaraci
Neto Guaraci

O uso de criptomoedas para remessas internacionais parece uma tendência que não para de crescer, pelo menos é o que mostra o relatório da companhia Clovr.

O relatório, nomeado “Enviando dinheiro de volta para casa“, revela que 15% das 707 pessoas entrevistadas usavam criptomoedas para enviar dinheiro dos Estados Unidos para seu país de nascimento.

As criptomoedas foram o 4° meio mais utilizado para a transferência de valores internacionalmente.

Métodos mais utilizados

O mercado de remessas internacionais está sendo visado por muitas companhias e organizações descentralizadas. Uma delas é a Ripple Labs, empresa que quer substituir o antigo sistema SWIFT de transferências internacionais:

E esse mercado de remessas não é pequeno, não é a toa que uma das tendências para 2019 é o aumento da tokenização do dólar, como mostro no post abaixo:

Imigração e luta conta a fome

Com aumento substancial da imigração nos últimos 4 anos a quantidade de remessas internacionais bateu seu nível histórico em 2017.

Segundo dados do Banco Mundial, o total de remessas internacionais pessoais (feitas apenas por indivíduos) chegou a 577 bilhões de dólares no ano passado.

Fonte – Banco Mundial

O total de remessas internacionais recebidas por países sub desenvolvidos e em crise apenas tem crescido. Os países da África subsariana (excluindo aqueles com renda alta) recebiam em 2008 por volta de 28 bilhões de dólares em remessas, hoje esse valor chega a 41 bilhões.

Os dados acima condizem com a pesquisa da Clovr, que indica que o principal motivo para o envio de remessas é para a subsistência de familiares (compra de comida ).

Criptomoedas? Sim e não

O relatório aponta que aqueles que utilizam criptomoedas fazem para diminuir os custos de transação dos meios tradicionais.

Em alguns países africanos, como Malawi, as taxas dos meios tradicionais podem chegar até 20% do valor enviado.

Razões para não usar?

O mais revelador é saber o motivo para o não uso das criptomoedas. 41% dos não usuários de criptomoedas apontam que não sabem o suficiente sobre a tecnologia, 38% dos não usuários têm receios sobre a capacidade de usá-las para comprar bens tangíveis.

Qual sua opinião sobre o uso de criptomoedas em remessas internacionais? Elas serão o meio mais utilizado para remessas?

Neto Guaraci
Neto Guaraci

Sou estudante de Gestão de Negócios e Inovação na Fatec-Sebrae. Trabalho na Foxbit, ajudo na criação de conteúdo. Amo falar sobre criptomoedas, liberdade financeira e empreendedorismo. Se você também gosta, entre em contato. :)

O Cointimes utiliza cookies com o objetivo de melhorar sua experiência em nossa página web e adaptar o conteúdo para torná-lo mais útil e acessível. Para mais informações, consulte a nossa política de cookies.