Corretoras como Binance, Coinbase e Kraken podem ser forçadas a coletar dados dos seus clientes que transacionam criptomoedas, de acordo com novas leis propostas pela Comissão Europeia.

O braço executivo da UE, de acordo com o EuroNews, anunciou a possível mudança legislativa como parte de um pacote de reformas destinadas a combater o crime financeiro dentro do bloco econômico europeu.

Leia Mais: Mais da metade da Europa crê que Bitcoin será crucial à economia

As novas medidas propostas pelos membros da UE requerem que as corretoras coletem informações sobre seus clientes, de forma similar às regras de KYC já impostas a outras instituições tradicionais.

Essa medida também estabeleceria uma nova autoridade reguladora. A nova EU-wide anti-money laudering authority (AMLA) supervisionará o setor até 2023. 

“Essas propostas foram elaboradas para encontrar o equilíbrio certo entre enfrentar essas ameaças e cumprir os padrões internacionais, sem criar uma carga regulatória excessiva para a indústria”, disse a Comissão Europeia.

Como o mercado de criptomoedas na UE será afetado?

Essa nova medida colocaria os criptoativos na mesma categoria que as transferências bancárias. Para isso, seria aplicado a Travel Rule, que supostamente tornaria as transações de criptomoedas rastreáveis.

Na prática, isso significa que as empresas do setor de criptomoedas terão que registrar o nome do cliente que está realizando a transação, o endereço, data de nascimento e número da conta, assim como o nome do destinatário da transferência. 

Carteiras de criptomoedas anônimas também foram proibidas sob a nova lei – assim como contas bancárias anônimas já são – em um esforço para tornar as transações usando Bitcoin e outras criptomoedas totalmente rastreáveis.

Os Estados da UE e o Parlamento Europeu têm a palavra final sobre as propostas, o que significa que pode levar algum tempo ainda para que elas se tornem lei. 

“Criptomoedas representam as formas mais novas de lavar dinheiro.”, tuitou Mairead McGuinness, comissária de serviços financeiros da União Europeia.

Para muitos, o objetivo e a filosofia de criptomoedas como o Bitcoin é fornecer um novo nível de descentralização e anonimato para suas transações financeiras. Entretanto, sua popularidade cada vez mais ampla previsivelmente chamou a atenção dos principais governos mundiais.

Mas qual a sua opinião sobre o assunto? Deixe um comentário logo abaixo da publicação.

Leia Mais: 

Compre Bitcoin na Coinext
Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br