Na noite deste domingo (12) a Celsius Network anunciou a interrupção de serviços de saques, trocas e transferências internas em sua rede. Entenda o que está acontecendo, quais os riscos envolvidos e porque é importante.

O objetivo deste artigo é trazer uma visão geral sobre a Celsius Network (CEL) e envolveu uma extensa pesquisa.

Com isso, pretendo trazer algumas informações relevantes sobre o caso recente, mas também armar os leitores do Cointimes com conhecimento que pode ser utilizado no futuro, para análise de outros projetos e também para contexto histórico, conforme se faça necessário.

*O relatório foi elaborado no dia 13 de junho de 2022 e publicado às 16:00h.

Passfolio

O que é Celsius Network?

Celsius Network é uma plataforma de serviços bancários cuja missão é:

“Colocar a liberdade econômica sem paralelo nas mãos do povo.”

Captura de tela no blog post da Celsius sobre sua missão, conforme traduzido no texto.
Fonte: Blog Post da Celsius Network, publicado pelo perfil oficial no Medium e disponível no site do projeto

“​​Nosso objetivo é permitir que qualquer pessoa acesse serviços financeiros justos, recompensadores e transparentes por meio do aplicativo Celsius e, literalmente, tenha sua própria liberdade econômica em suas mãos. Esta é a missão que nos impulsiona dia após dia, e nossa paixão e compromisso em alcançar essa missão é exatamente o que nos diferencia de todos os outros caras.”

Através da plataforma, os usuários conseguem: comprar; trocar (swap); transferir internamente; emprestar e receber rendimentos; tomar emprestado para operações financeiras, diversos cripto ativos em formato de token ERC-20, operando na blockchain do Ethereum (ETH).

A empresa Celsius Network LLC

Diferente do que alguns podem pensar, apesar de operar no ecossistema DeFi e se posicionar como diferente de “todos os outros caras”, a Celsius Network é apenas mais um “outro cara” que presta serviços bancários para um segmento específico – possuindo uma estrutura corporativa centralizada.

A empresa está registrada em Delaware, New Jersey, nos Estados Unidos, além de em mais dois outros países por estratégia contábil.

Registro da Celsius Network LLC de 14/06/2021 - número 5998837.
Fonte: Site oficial do Estado de Delaware (registros de empresas)

Seu registro como Celsius Network LLC, posiciona juridicamente a empresa como uma companhia com fins lucrativos – diferente da maioria das Fundações do universo cripto, que são sem fins lucrativos – atuando no sistema financeiro, com proteção para seus donos.

A escolha de Limited Liability Company (LLC) separa responsabilidades e prejuízos da pessoa jurídica das pessoas físicas que são proprietárias, criando uma camada extra de proteção para os sócios contra processos e obrigações fiscais.

CFO é processado em Israel após investimento de um fundo de aposentadoria do Canadá

Em novembro de 2021, um grande fundo de pensão de Quebec, Canadá, investiu US $400 milhões na plataforma – o fundo em questão é o “Caisse de depot et placement du Quebec” (CDPQ).

Alguns dias depois, o CFO da Celsius Network, Sr. Yaron Shalem, foi preso sob investigação de crime financeiro, fraude e lavagem de dinheiro, em Israel. Segundo declarações do próprio CDPQ, o fundo sabia que o CFO estava sob investigação quando fizeram o aporte, mas alegaram que as acusações não envolviam a Celsius e que ele já havia sido suspenso de suas funções.

Proibida em Kentucky e investigada pela SEC

Antes mesmo dos casos descritos acima, a plataforma já havia sido proibida de operar em Kentucky, sob a justificativa de “oferecer risco sem precedentes para os consumidores”.

Em janeiro de 2022 foi confirmado processo jurídico contra a Celsius Network LLC por parte da SEC (Securities and Exchange Commission), alegando que a empresa havia vendido ‘securities’ no formato do token nativo da rede, o CEL, sem autorização prévia do órgão regulador.

A Comissão se baseia principalmente pelo fato da plataforma oferecer rendimentos fixos sobre investimentos financeiros não aprovados e utilizar a venda e emissão do token como títulos corporativos com fins lucrativos, o que seria ilegal.

Corrida bancária e interrupção nos serviços

No dia 12 de junho de 2022, às 23:10 (BRT), a empresa publicou um comunicado dizendo que todos os serviços de saque, troca (swap) e transferências entre contas estavam sendo interrompidos.

Saiba mais: Binance e Celsius pausam saques e mercado entra em pânico

Postagem no twitter da @CelsiusNetwork, conforme descrito na matéria.
Fonte: Twitter (@CelsiusNetwork)

Na postagem oficial, eles alegam que a interrupção dos serviços se dava devido à “condições extremas de mercado” (extreme market conditions), com o objetivo de “proteger os interesses da comunidade” e que estas medidas estão previstas nos Termos de Uso da plataforma.

trecho dos termos de uso da Celsius, conforme traduzido na matéria.
Fonte: Celsius.Network/terms-of-use

“A Celsius e nossos parceiros terceirizados podem sofrer ataques cibernéticos, condições extremas de mercado ou outras dificuldades operacionais ou técnicas que podem resultar na interrupção imediata das transações, temporária ou permanentemente.”

Apesar da empresa repetir diversas vezes que um dos seus princípios invioláveis é oferecer transparência e liberdade financeira aos seus usuários, a Celsius Network, neste caso específico, falhou em ambos.

Com a interrupção dos serviços sob uma justificativa pouco explicada, culpando as “condições extremas de mercado”, que na realidade são – supostamente – apenas resultado de uma volatilidade comum do mercado de criptomoedas, com quedas nos preços dos ativos, a Celsius falha com a transparência ao não fornecer mais detalhes e falha com a liberdade financeira ao manter os ativos de seus usuários congelados sob custódia em operações travadas por decisão imperativa e arbitrária da companhia.

Quando quiserem, mas não agora

Chega a ser irônico observar a página principal da plataforma, onde ao mesmo tempo a Celsius Network promete que os clientes possam acessar suas moedas “quando quiserem” (whenever), ao mesmo tempo em que mostra o aviso de que eles não podem acessar suas moedas neste momento.

Página principal do site celsius.network com a promessa de "acessar suas moedas sempre que quiser, mantendo elas seguras para sempre". Com o aviso de que saques, trocas e transferências estão pausadas.
Fonte: Celsius.Network | Whenever vs Operações pausadas

Especulações sobre falta de liquidez

Com a falta de transparência sobre os reais motivos da interrupção dos serviços, a internet está especulando sobre as possíveis causas e a principal suspeita envolve uma provável falta de liquidez sobre os ativos dos usuários em custódia da Celsius Network, mais ou menos como ocorre com os bancos, que não mantém todas as reservas líquidas em caixa disponíveis para uso.

Foi observado um alto número de saques da plataforma, principalmente relacionados ao Bitcoin (BTC). Já que com a queda alguns investidores podem ter mudado sua estratégia e tenham interesse em resgatar os ativos que estavam rendendo com a Celsius para vender ou trocar.

Este aumento repentino de ordens de saque, trocas e transferências pode ter ocasionado algo parecido com uma corrida bancária, forçando a empresa a travar estas operações para disponibilizar novamente a liquidez.

Esta suspeita é confirmada ao analisar o comunicado oficial da Celsius Network:

“Estamos tomando essa ação necessária para o benefício de toda a nossa comunidade, a fim de estabilizar a liquidez e as operações enquanto tomamos medidas para preservar e proteger os ativos.”

Quais os riscos e a importância do caso da Celsius Network?

Os principais riscos relacionados à este caso, estão no fato de que a Celsius Network era uma empresa, até então, de reputação razoável no mercado, prestando serviço de custódia e liquidez para diversas grandes empresas do mercado, com a possibilidade de ter clientes como a Binance, Coinbase, Bitfinex, Tether (USDT), Circle (USDC) e outras.

Foi confirmado também que a Celsius realizou uma transferência de US $320 milhões em cripto ativos para um de seus clientes, a FTX, alguns momentos antes de travar os saques para os demais usuários. Informação privilegiada?

Efeito Celsius de dominó

Com o travamento dos saques e, no caso de uma quebra da Celsius Network LLC, grandes players do mercado poderiam se ver sem liquidez, ou com grandes perdas financeiras. O que poderia criar um efeito dominó, engatilhando mais falta de liquidez, desta vez para os clientes de seus clientes (nós, meros mortais-sardinhas), ocasionando em congelamento das operações destas empresas.

Coincidentemente ou não, após anúncio oficial da Celsius, Binance, Coinbase e Bitfinex também travaram momentaneamente seus saques de BTC, segundo relatado por diversos usuários no Twitter e Reddit. A informação que temos até o momento é que estas empresas já voltaram a operar normalmente.

Respondendo à crescente preocupação de mercado, a Tether publicou uma PR dizendo que o USDT não seria impactado pela falta de liquidez da Celsius Network.

Reprodução do site da Tether, com o comunicado, conforme traduzido abaixo.
Fonte: Tether – “Celsius Feels Impact of Market Volatility, Tether Reserves Hold Strong”

“Embora o portfólio de investimentos da Tether inclua um investimento na empresa, representando uma parte mínima do patrimônio de nossos acionistas, não há correlação entre esse investimento e nossas próprias reservas ou estabilidade. Além disso, a atividade de empréstimo de Tether com a Celsius (assim como com qualquer outro mutuário) sempre foi sobrecolateralizada e não tem impacto em nossas reservas.”

Apesar de dizer que uma falta de liquidez não afeta suas reservas, apenas a necessidade de publicar um comunicado pode nos mostrar que a preocupação é real e que, mesmo que não afete diretamente o USDT, a interrupção nos serviços da Celsius Network podem sim afetar negativamente muitos outros negócios e corporações que confiaram na plataforma.

CEO da Celsius disse que não havia motivo para se preocupar, ele errou

No dia 11 de junho de 2022, o CEO da Celsius – Alex Mashinsky – respondeu um usuário que questionava sobre a capacidade do “varejo conseguir sair”, já que ele havia “escutado investidores dizendo que estavam com os saques travados” na plataforma. Comparando o caso com a LUNA.

reprodução do tweet, conforme descrito.
Fonte: Twitter – Respondendo @mdudas

Mashinsky então acusa o usuário de estar sendo pago para espalhar informações falsas da Celsius Network e diz que:

“Mike, você conhece alguma pessoa que tenha um problema de saque na Celsius? Por que espalhar FUD e desinformação.”

24 horas depois, o mercado descobriu que Mike DAOdas estava correto em se preocupar e que o CEO da Celsius Network “errou”.

Celsius poderia ser liquidada em mais de 20.000 BTC

Um outro risco para o mercado em toda esta situação, está em uma operação de alavancagem que tem como operadora a Celsius Network, no protocolo da MakerDAO (MKR).

Um usuário do Twitter encontrou a operação da equipe da CEL nos cofres (vaults) da MCD e reportou que, a qualquer momento, a posição poderia ser liquidada, causando o despejo massivo de 17.919 BTC no mercado. Isso traria prejuízos para a empresa, além de poder causar mais uma forte queda no preço do bitcoin, que poderia desencadear novas liquidações em efeito cascata.

A liquidação deveria ocorrer caso o BTC alcançasse os US $22.584, que era o preço limite para a chamada de margem do empréstimo da Celsius colateralizado com wBTC – versão tokenizada do Bitcoin na Máquina Virtual do Ethereum (EVM).

Algumas horas atrás, o Bitcoin chegou a bater os US $22.635, passando muito próximo do valor alvo.

Para se proteger da perda, o endereço da Celsius Network fez um novo depósito, aumentando sua exposição em wBTC, com mais colaterais, conseguindo diminuir o preço de liquidação (liquidation price) para US $18.388,13 e aumentando seu depósito para 21.960,85 wBTC.

dados do cofre 25977 em reprodução através de imagem, conforme descrito, com mais informações não relevantes no momento.
Fonte: MCD Vaults – 25977

No momento esta é de longe a maior exposição individual em wBTC na plataforma da MCD.

Conclusão

Tudo isso é de grande importância para um ecossistema que ainda é muito interdependente.

Com prestação de serviço mútua, o sucesso de muitos negócios, plataformas e investimentos estão diretamente relacionados com outros, como é o caso da Celsius. Esta verdade é ainda mais relevante para o caso de plataformas de liquidez e custódia.

Por mais que o investidor acredite que ele não seria diretamente impactado pela Celsius Network, por exemplo com a queda do preço da CEL que já acumula mais de 50% de perdas nas últimas 24 horas, segundo o Coingolive, o efeito dominó que pode se desencadear com uma possível quebra da plataforma, poderia impactar diversos outros pares no mercado.

Atualização 14/06 – 11:50am

As operações continuam travadas na plataforma, que vem aumentando cada vez mais sua posição alavancada na MakerDAO, conforme reportado abaixo:

Leia mais:

A NovaDAX está cheia de novidades!

Uma das maiores corretoras de criptoativos do Brasil agora ZEROU as taxas para saque em real!

A NovaDAX também conta taxa zero para transações de Bitcoin e mais de 110 moedas listadas, com saque disponível na hora e alta liquidez. 

As criptomoedas com as melhores taxas do mercado! Basta ativar o programa gratuito Novawards e aproveitar taxas reduzidas em até 75%.

Conheça ainda o Cartão NovaDAX e peça já o seu.