No dia 25 de setembro em uma tensa audiência que aconteceu na Câmara dos Deputados, Rodrigo Marques (CEO da Atlas) foi pressionado para explicar o atraso no pagamento de clientes.

Enquanto para os deputados as explicações foram pífias, para um o ex-diretor da ABCB elas foram dignas de prêmios, não apenas de um, mas de três!

Você pode querer ler também:

++ A Crise na Atlas Quantum e a falsificações de vídeos

++Atlas Quantum a “auditoria” da maior empresa de bitcoins do Brasil

And the Maluf goes to CEO da Atlas

Em mais uma conversa vazada dos grupos da ABCB, um ex-diretor da primeira associação de criptomoedas do país elogia o CEO da Atlas por ser “liso” e por fazer o deputado Aureo Ribeiro “fazer contas”.

CEO da ATlas prêmio Maluf
CEO da Atlas ganha o Prêmio Doriana

Na conversa de WhatsApp, Rodrigo Marques recebe o prêmio “Malufe” por ter sido atacado de todos os lados. Vale lembrar que Maluf é um político procurado até mesmo pela Interpol.

Ele também ganhou o prêmio Doriana, por ter sido “liso”, ou seja, que conseguiu fugir das perguntas.

Por fim, o prêmio Ata notarial, fazendo alusão a uma cena na audiência pública onde o deputado Aureo precisou fazer algumas contas com a resposta de Rodrigo Marques.

Após receber os cumprimentos do ex-diretor da ABCB, Rodrigo Marques agradece e responde aos questionamentos sobre quem o teria treinado para a audiência pública.

O caso Atlas Quantum

Depois de ser proibida de fazer ofertas públicas pela CVM, a Atlas não tem conseguido pagar os seus clientes há mais de 2 meses.

Tentando estancar a crise a empresa soltou até um vídeo com seus saldos, tal vídeo foi classificado como falso pelas próprias exchanges que a Atlas dizia operar.

Você acha que o Rodrigo Marques merece o prêmio Maluf? Deixe nos comentários sua opinião.


Conheça o maior relatório técnico sobre o Bitcoin no Brasil e entenda tudo sobre a criptomoeda mais famosa do mundo.