Changpeng Zhao é o CEO da Binance, a maior exchange do planeta em volume transacionado, ele acredita que uma lei da Índia poderá ajudar na adoção das criptomoedas privadas, como Monero e Zcash.

Em um tweet recente Zhao diz:
“ Aquela lei na Índia vai realmente ajudar no avanço da adoção de moedas privadas”


Cerca de 20% da população mundial reside na Índia, o país conta com uma população de 1.3 bilhão de pessoas .

Zhao se refere a uma lei draconiana proposta por parlamentares indianos, o texto iria proibir o uso e posse de criptoativos com pena de até 10 anos e multa.

Monero, Zcash e Grin

Monero Japão

As criptomoedas que iriam florescer em um ambiente altamente regulado seriam Monero e Zcash. Ambas dificultam o rastreamento de seus usuários e permitem um grande anonimato se combinadas com outras ferramentas.

O Bitcoin é uma criptomoeda transparente e pseudo-anônima, ou seja, é fácil saber sobre suas movimentações porém é um pouco mais complicado de ligar as transações a um nome. Grin, Monero e Zcash resolvem esse problema.

Mesmo com penas severas é certo que ainda existirá demanda para as criptomoedas, principalmente em um país em que o acesso a informação tem crescido absurdamente nos últimos anos.

Outros países têm tentado banir as criptomoedas anônimas, como é o caso do Japão. Lá eles dificultaram a obtenção de licenças para exchanges que suportassem essas criptomoedas, porém, sabemos que a medida é ineficaz. Qualquer japonês pode entrar na Binance e comprar grandes quantidades de Monero ou Zcash.

QUER RECEBER ARTIGOS E NOTÍCIAS COMO ESSA DIARIAMENTE NO SEU E-MAIL?

INSCREVA-SE ABAIXO!

Prometemos não mandar spam, só conteúdo bom.